Autoestima baixa? Veja 5 passos para contornar o problema!

Você anda brigando com o espelho, com uma autoconfiança lá embaixo e um sentimento constante de inferioridade? Cuidado, você pode estar sofrendo de autoestima baixa! Este é o quadro que faz as pessoas se sentirem menos do que realmente são, abre espaço para os pensamentos negativos e afasta o bem-estar. Ninguém quer viver assim, né? A boa notícia é que dá para reverter esse cenário e recuperar a confiança em todos os níveis. Quer saber como? Com a ajuda certa e seguindo esses 6 passos, você vai alcançar os seus objetivos!

1. Faça uma análise profunda sobre a sua vida

Como a sua vida está no momento? Fazer essa análise é fundamental para entender aquilo que não está como você esperava e para observar que nem tudo está tão ruim quanto parece. Primeiramente, tente entender o que não está te satisfazendo. Talvez você esteja em uma carreira que não te agrada ou pode ser que sua vida pessoal esteja prejudicada por relacionamentos que não te fazem feliz. Identifique o que não está te fazendo bem para começar a agir para mudar.

2. Busque mais autoconhecimento

Para sair de situações difíceis e do quadro de autoestima baixa é preciso alcançar o autoconhecimento. O primeiro passo é observar como você tem se comportado diante das dificuldades. Um sentimento vitimista pode ser um problema sério e a causa dessa falta de confiança. É preciso se fortalecer e encarar as responsabilidades de frente, sem terceirizar a culpa por seus insucessos — algo que acontece com qualquer um. O autoconhecimento ajuda a identificar e a vencer suas fraquezas, buscando mais positividade e sucesso. Do mesmo modo, é importante conhecer melhor as suas características positivas. Identificar o que você tem de bom ajudará você a desenvolver-se em todas as áreas de sua vida e a usar de forma precisa suas qualidades.

3. Adote uma rotina de cuidados

Um quadro de autoestima baixa também pode estar ligado à falta de dedicação a si mesmo, deixando de lado cuidados básicos com a saúde e com a estética. Naturalmente, um está ligado ao outro, então é fundamental dar mais atenção aos cuidados consigo. A alimentação é parte fundamental da nossa saúde, influenciando diretamente no nosso bem-estar. O sedentarismo contribui para o desenvolvimento de doenças comuns, além de permitir que o estresse se instale.  A prática de exercícios mantém o corpo ativo, ajuda na manutenção da forma física e estética, além de servir como fator de equilíbrio do estresse e da pressão dos compromissos do cotidiano.

4. Exija de si apenas o que pode entregar

A exigência, na maioria das vezes, é o que faz com que as pessoas se esforcem cada vez mais em prol de suas conquistas e do desenvolvimento pessoal. Entretanto, saber dosar isso é fundamental para não virar refém de metas e objetivos surreais. Você só deve exigir de si aquilo que sabe que pode entregar sem que essa busca custe o seu bem-estar. Outro hábito muito prejudicial é comparar-se a outras pessoas. Isso pode te desmotivar e levar a sua confiança embora, já que cada pessoa tem sua própria realidade, sua história e suas características. Portanto, escreva sua trajetória e cobre de si apenas o que você poderá realizar.

5. Coloque-se no centro de sua vida

O amor próprio é fator fundamental para que você esteja sempre pensando em si antes de qualquer outra pessoa. Dedicar tempo e esforços para sua evolução e satisfação é fundamental para estar sempre feliz e no caminho certo para a conquista dos seus objetivos. A falta de amor próprio resulta na baixa autoestima e faz com que a pessoa aceite amizades e relacionamentos com pessoas que sempre trazem negatividade e sentimentos ruins, como a insegurança.

Você também pode se interessar por:

Está em busca da felicidade? O equilíbrio entre mente e o corpo pode ser o segredo

As principais armas para acabar de vez com o inchaço

Como melhorar o humor mesmo nos dias mais difíceis?

 

Últimas Notícias

Alimentação