7 razões para você adotar uma alimentação equilibrada

Hoje em dia, podemos perceber um crescimento no número de pessoas que já se conscientizaram sobre a importância de uma alimentação equilibrada e saudável. Entretanto, ainda existem aqueles que consomem exageradamente comidas gordurosas e ricas em açúcares, o que é refletido nas altas taxas de obesidade e doenças cardiovasculares.

Afinal, será que você conhece todos os benefícios que uma alimentação equilibrada pode trazer? Entender as razões pelas quais se deve adotar esse estilo de vida pode ajudar e motivar a de fato aplicá-lo no seu dia a dia.

Leia este post e veja que a influência da nossa alimentação vai muito além de estar em paz com a balança.

1. Emagrecimento e controle do peso

Perder ou controlar o peso é a razão mais clara e conhecida por todos para buscar uma boa alimentação.

A simples manutenção de uma alimentação equilibrada e simples pode ser suficiente para uma perda de peso gradual e estabilização do peso. E o melhor: sem a necessidade de dietas radicais e restritivas, que é uma das grandes reclamações de quem busca emagrecer.

Manter um peso ideal ajuda a prevenir a obesidade, diminui o risco de doenças cardiovasculares (AVC, infarto), diminui o risco de diabetes, previne problemas articulares, e melhora a energia e a autoestima.

2. Benefícios para pele, unha e cabelo

Nossos cabelos, unhas e pele precisam de vitaminas, minerais e proteínas para crescerem saudáveis. Por isso, na falta de algum desses componentes devido a uma alimentação não balanceada, o aspecto deles pode piorar.

Além disso, uma dieta rica em alimentos hiperglicêmicos (excesso de carboidratos, açúcares, chocolate) estimula o trabalho das glândulas sebáceas, tornando a pele e o cabelo oleosos.

Para manter a aparência saudável e bonita de cabelos, unhas e pele, invista em alguns alimentos:

  • alimentos ricos em vitamina A (mamão, cenoura) são importantes na renovação das células e tecidos;
  • alimentos ricos em queratina (leite, queijo, peito de peru) são responsáveis pelo fortalecimento e brilho;
  • alimentos ricos em vitamina C (laranja, acerola, goiaba) participam da formação do colágeno, responsável pela firmeza da pele.

3. Aumento da disposição

A ingestão de carboidratos saudáveis (grãos integrais, vegetais e frutas) ajuda a manter sua energia ao longo do dia, pois esses alimentos têm uma liberação lenta de glicose no sangue.

Já a ingestão de carboidratos refinados (doces, açúcar, pão branco) causam picos e rápidas diminuições na glicose sanguínea, o que pode levar a mudanças de humor e problemas de concentração nas tarefas diárias.

Outro fator que ajuda a manter a disposição ao longo do dia é um café da manhã saudável e reforçado.

4. Aumento da longevidade

Investir em uma alimentação equilibrada é um dos fatores cruciais para se alcançar a longevidade. Para aumentar sua expectativa de vida, busque fazer uma alimentação balanceada, rica em grãos, fibras, vitaminas e proteínas.

Lembre-se também que os alimentos que você consome estão ligados ao surgimento ou prevenção de doenças, como falaremos mais a seguir.

Procure comer alimentos que contenham substâncias antioxidantes. Essas substâncias protegem as células sadias do corpo contra a ação oxidante dos radicais livreis e, assim, retardam o envelhecimento e previnem doenças. Veja alguns elementos antioxidantes e em que alimentos encontrá-los!

  • Vitamina C: laranja, mamão, brócolis, pimentão vermelho e verde;
  • Vitamina E: óleos vegetais e derivados, cereais integrais, espinafre, agrião;
  • Selênio: frutos do mar, castanha do pará, cereais integrais;
  • Flavonoides: uva, morango, maçã, couve, nozes, linhaça;
  • Zinco: feijão, nozes, leite e derivados.

5. Fortalecimento da imunidade

Se você fica constantemente doente ou sente que sempre pega a gripe dos outros, pode estar sofrendo com a imunidade baixa. É possível estimular o fortalecimento da imunidade com a escolha certa de alimentos.

A vitamina C é um dos principais nutrientes para estimular a imunidade. Isso ocorre pois essa vitamina estimula a produção de leucócitos, células imunológicas de defesa que são responsáveis pela resistência a infecções por vírus ou bactérias.

Os alimentos ricos em vitamina C são: acerola, frutas cítricas (limão, laranja), vegetais folhosos, tomate, kiwi, caju, entre outros.

6. Fortalecimento dos ossos

Uma dieta rica em fósforo e cálcio é essencial para manter os ossos e os dentes fortes e prevenir a osteoporose, doença que enfraquece os ossos e aumenta o risco de fraturas.

Os alimentos ricos em cálcio são: leite e derivados (iogurte, queijo), sardinha sem pele, espinafre, tofu, castanha do pará, chia. Alimentos ricos em fósforo são: sementes de abóbora, sementes de girassol, soja, amêndoa, salmão.

A absorção do cálcio no organismo é facilitada pela presença de vitamina D, que pode ser obtida naturalmente por meio da exposição ao sol ou ingerida (fígado de boi, manteiga, gema de ovo).

7. Prevenção de doenças

A alimentação é uma arma poderosa na prevenção de diversas doenças. O consumo de alimentos saudáveis e variados e a diminuição da ingestão de gorduras saturadas e açúcares pode diminuir o risco de:

  • diabetes;
  • hipertensão arterial;
  • anemia;
  • alguns tipos de câncer;
  • osteoporose;
  • colesterol elevado;
  • gastrite;
  • obesidade.

A boa alimentação pode também ser utilizada no controle das doenças. Como nos casos de diabetes e hipertensão, nos quais a diminuição no consumo de açúcar e sal, aliados aos exercícios físicos, podem evitar a necessidade de controle medicamentoso.

Agora que você já tem várias razões para se alimentar bem, vamos trazer algumas dicas gerais para ajudá-lo, independentemente do tipo de dieta que você escolher seguir:

  • esteja atento aos rótulos dos produtos, para não comprar alimentos que parecem saudáveis, mas não são;
  • busque uma alimentação natural, com a diminuição do consumo de produtos industrializados;
  • dê preferência aos alimentos integrais, pois eles contém mais vitaminas e estimulam o bom funcionamento intestinal;
  • varie na escolha dos alimentos, para garantir que todos os nutrientes sejam consumidos.

Essas são apenas algumas das razões para se adotar uma alimentação equilibrada. A mudança de hábito pode ser difícil no começo, mas com o tempo torna-se prazerosa com o aumento da qualidade de vida. Se você tem dúvidas sobre quais alimentos consumir e como montar sua alimentação, busque um profissional da área.

Se você gostou deste post sobre alimentação equilibrada, então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações! Estamos no Facebook e no Instagram.

Últimas Notícias

Alimentação