Conheça 6 alimentos antioxidantes fundamentais para sua alimentação

Se você está em busca de uma dieta equilibrada, já deve ter ouvido falar nos alimentos antioxidantes. Eles possuem substâncias que vão proteger as células sadias do seu organismo contra a ação dos radicais livres, que são moléculas instáveis que prejudicam células saudáveis.

Por isso, uma dieta rica desses alimentos é tão importante na prevenção de doenças e, principalmente, do envelhecimento precoce. E a boa notícia é que inclui-los nas refeições diárias é mais fácil do que você imagina.

Neste artigo, você pode conferir 6 dicas naturais fáceis de incluir no cardápio e que estão presentes nas prateleiras de qualquer supermercado. Mas antes, saiba o que são antioxidantes e porque são importantes na alimentação. Confira!

O que são alimentos antioxidantes?

São aqueles que possuem substâncias com a capacidade de atrasar ou inibir as reações oxidativas causadas por moléculas denominadas radicais livres e oferecem proteção às células. São exemplos: vitaminas (A, C e E), flavonoides, zinco, ácido elágico, carotenoides, ômega 3, selênio, entre outras.

Como foi dito, elas protegem as células saudáveis contra a ação de moléculas que podem provocar várias doenças e, ainda, uma reação chamada estresse oxidativo. Esse, por sua vez, ocorre quando a produção dos radicais é maior que a quantidade de antioxidantes presentes para bloqueá-los.

O que são radicais livres?

De acordo com a nutricionista Mônica Johansen, são subprodutos formados durante o processo metabólico natural e em várias condições patológicas, compostos de propriedades tóxicas capazes de danificar células, lipídios, proteínas e até mesmo o DNA.

Apesar de exercerem um importante papel no organismo – produção de energia, proteção contra infecções, crescimento celular, entre outros –, eles podem ser prejudiciais se produzidos em excesso.

E, como os produzimos o tempo todo – já que eles são provenientes do metabolismo do nitrogênio ou do oxigênio e de fontes externas como poluição, radiação, entre outros – o jeito é se fortalecer e consumir o máximo possível de antioxidantes para não correr riscos.

Por que alimentos antioxidantes são importantes na dieta?

O principal papel dos antioxidantes está no poder de regular a quantidade de radicias livres no organismo e fortalecer o sistema imunológico contra a ação de diversas doenças. Dentre elas:

  • doença de Alzheimer;
  • doenças pulmonares;
  • câncer;
  • aterosclerose;
  • doenças cardiovasculares;
  • envelhecimento precoce;

Não é apenas na prevenção de patologias que eles são importantes, mas também no combate ao estresse, tão comum nos dias de hoje.

A necessidade do consumo se deve à constante exposição dos indivíduos aos radicais livres, já que eles são produzidos na respiração, na prática de atividades físicas, por meio da poluição, e até mesmo do consumo de conservantes presentes em alguns alimentos.

Para garantir uma defesa maior contra essas moléculas destrutivas, a indicação é fazer uma mudança de hábitos alimentares e incluir no cardápio verduras, frutas, legumes e grãos, pois são boas opções para enriquecer a dieta. Veja a seguir alguns exemplos:

1. Brócolis

O alto teor de substâncias antioxidantes – vitamina A, C e E, betacaroteno, isocianatos, niacina, ácido fólico – faz dele uma super verdura. É eficaz na prevenção de doenças e traz muitos benefícios para a saúde. Suas propriedades fortalecem o sistema imunológico, previnem o envelhecimento precoce, fortalecem os ossos e previnem também problemas na pele.

Além disso, o brócolis contém luteína, que é um antioxidante importante para a saúde ocular, principalmente na prevenção da degeneração macular relacionada com a idade. É, ainda, rico em potássio, um grande aliado do cérebro.

2. Frutas Vermelhas

Além de saborosas, essas frutas são fortes aliadas no combate aos radicais livres. Amora, mirtilo, cranberry, framboesa e morango são alguns exemplos bem conhecidos de todos. Elas são ricas em vitamina C e quercetina e antocianina.

As antocianinas, por sua vez, são substâncias que promovem a saúde cardíaca, além de prevenir diversos tipos de câncer e combater o colesterol ruim do sangue. E não para por aí, pois as frutas vermelhas ajudam a conservar a pele, combatem infecções e ainda mantém o cérebro mais jovem.

3. Tomate

Talvez você não saiba, mas o tomate – tão comum em nossas cozinhas – é um grande alimento. É fonte de vitamina A e C e de um poderoso antioxidante: o licopeno.

Basta consumir pelos menos 30% de tomates ricos em licopeno para diminuir as chances de desenvolver câncer de próstata e problemas cardíacos. Uma dica é consumir a fruta cozida, pois o cozimento aumenta a absorção desse carotenoide.

4. Linhaça

A linhaça é considerada um alimento funcional que, além das propriedades nutritivas básicas, atua como preventivo devido à grande presença de substâncias antioxidantes.

Sua alta taxa de ômega 3 e a presença de vitaminas C e E garantem a proteção contra os radicais livres. Além disso, a linhaça possui caroteno e zinco, que também são antioxidantes.

5. Semente de abóbora

Depois de saber o poder da semente de abóbora no combate aos radicais livre e, consequentemente, ao envelhecimento precoce, você terá muitos motivos para não jogá-la fora. O alto teor de zinco presente nessas sementes faz com que elas sejam muito eficazes no fortalecimento do sistema imunológico.

Recomenda-se a dose diária de 8 g de zinco para uma mulher adulta. E bastam 100 g de semente de abóbora para garantir o consumo de pelo menos 10 g desse mineral. Ela pode ser consumida crua, cozida, frita e todas as formas são saborosas. O importante é não jogá-las fora, pois é um grande desperdício.

6. Azeite de Oliva

Muito utilizado na culinária, o azeite de oliva também é um poderoso antioxidante. Sua composição é rica em fenóis, vitamina A e E, agindo de forma eficaz contra o ataque dos radicais livres ao DNA e às células da pele. Isso quer dizer que ele ajuda a combater o envelhecimento precoce.

É útil também na prevenção do câncer devido ao alto teor de ômega 3, além de ajudar na redução da pressão arterial, na prevenção do diabetes, e na construção e fortalecimento dos ossos devido à presença de dois polifenóis – tirosol e hidroxitirosol.

Agora que você conhece o poder dos alimentos antioxidantes, não deixe de incluí-los na sua dieta para ter uma vida mais saudável. E lembre-se de que, quanto mais equilibrada for a sua alimentação, mais longevidade e bem-estar é possível conquistar.

Gostou desse conteúdo? Tirou suas dúvidas sobre os alimentos antioxidantes? Então, deixe seu comentário no post e compartilhe sua opinião com a gente!

Últimas Notícias

Alimentação