Descubra como aumentar a absorção de nutrientes através da alimentação!

A gente sabe que o nosso corpo precisa de vitaminas, mineiras, proteínas e outros elementos para o seu bem-estar, mas será que o seu organismo está absorvendo esses nutrientes da maneira correta? A absorção de nutrientes depende de uma série de fatores, afinal, nem tudo o que você come é aproveitado pelo seu corpo como deveria. Portanto, para afastar os problemas, é importante saber como se alimentar de forma adequada para obter o máximo de nutrientes. Quer saber como fazer isso? Então, olha só as dicas que o Viva Rituaali tem para você!

Biodisponibilidade do corpo: você sabe como ela funciona?

A biodisponibilidade é a capacidade que o nosso organismo tem de absorver determinado ingrediente. É por isso que, quando comemos feijão, por exemplo, apenas parte do ferro disponível será aproveitada pelo organismo. Esse fenômeno varia de acordo com a combinação de nutrientes — ou até mesmo medicamentos — e a forma com que os alimentos são preparados.

Essas interações podem aumentar ou diminuir a biodisponibilidade, porém, nem tudo está perdido! Você pode contribuir fazendo ou evitando as misturas de certos alimentos, além de outras atitudes simples, mas eficazes, que mostraremos a seguir.

Combinações que aumentam a absorção de nutrientes

Vitamina C e ferro

É verdade que o ferro dos alimentos de origem vegetal tem menor biodisponibilidade, porém isso não significa que ele seja menos importante para a sua alimentação. Aliás, para aumentar o aproveitamento desse mineral pelo organismo, consuma-o com alimentos ricos em vitamina C. Feijões e vegetais verde-escuros são ricos em ferro e devem ser combinados com alimentos como laranja, limão, acerola e outros. Quer exemplos práticos? Tempere sua salada de couve e brócolis com bastante limão ou tome um suco de acerola após uma refeição rica em ferro.

Gorduras e vitaminas lipossolúveis

As vitaminas lipossolúveis são aquelas que dependem dos lipídeos (gorduras) para serem absorvidas, tais como a vitamina K, vitamina A, vitamina D e vitamina E. Por isso, sempre que ingerir um alimento rico nesses nutrientes, como cenoura e hortaliças verdes, procure comer, também, uma fonte de gordura do bem, como azeite de oliva, óleo de coco, castanhas, nozes, coco e abacate.

Cálcio e vitamina D

Para que o cálcio que consumimos possa se fixar nos nossos ossos e dentes, é necessária a presença da vitamina D, já que, sem ela, o corpo não é capaz de aproveitar o mineral para essa função. Esse nutriente pode ser encontrado em fontes alimentares, mas a maior parte dele é proveniente do sol. Sim, do sol! Ficar exposto por poucos minutos três vezes na semana aos raios solares sem a aplicação de protetor é o suficiente para que o organismo sintetize essa vitamina. Lembre-se de escolher os horários em que a radiação não causa danos à pele (até as 10h ou após as 16h) e de ficar apenas 15 a 20 minutos.

Arroz com feijão

Quem diria que essa dupla tão brasileira que comemos no dia a dia é uma excelente maneira de aproveitar as proteínas desses alimentos? As proteínas vegetais têm uma biodisponibilidade mais baixa, pois não contêm os aminoácidos essenciais que o corpo precisa para absorvê-las integralmente. E por que essa combinação é tão poderosa? É simples: o cereal tem os aminoácidos que a leguminosa não tem e vice e versa. Dessa forma, aumentamos a biodisponibilidade, e o organismo consegue aproveitar mais as proteínas.

Você também pode se interessar por:

Guia dos nutrientes essenciais para sua saúde

Tratamento Detox: como conquistar uma vida equilibrada?

Alimentação fora de casa: como seguir a dieta no dia a dia?

Últimas Notícias

Alimentação