Pirâmide alimentar dupla: confira o que é como se alimentar melhor

Como se alimentar bem e ainda de maneira sustentável? A pirâmide alimentar dupla permite que você consiga cumprir bem com esses dois desafios, tudo por meio de uma classificação em relação ao que você come.

Esse sistema ajuda a pessoa a saber exatamente como sua escolha de alimentação influencia o meio ambiente. Isso mantém a consciência do consumo, tanto em relação às consequências pessoais quanto ao impacto no mundo.

O post a seguir abordará o assunto, mostrando melhor como funciona o sistema de pirâmide alimentar dupla e como ela pode ser importante. Confira!

O que é e qual o conceito de pirâmide alimentar dupla?

A pirâmide alimentar dupla é um sistema que representa graficamente a relação entre o que comemos e os efeitos desse consumo ao meio ambiente, definindo um nível de sustentabilidade associado a cada um desses alimentos.

Na primeira pirâmide, estão relacionados os alimentos. As frutas e os vegetais estão na base, indicando uma oferta maior desse tipo de comida. Do meio para o topo, está tudo que é de origem animal e os açúcares, classificados como alimentos menos sustentáveis.

A segunda pirâmide se dispõe de cabeça para baixo e mostra o nível do impacto ambiental de cada uma das escolhas do que comemos. Para uma visualização mais clara, ela fica ao lado da pirâmide que traz os alimentos.

Nessa representação, os alimentos que ficam na parte superior da pirâmide são os que possuem maior impacto ambiental em termos de produção e consumo, enquanto os que ficam na parte do meio para baixo são aqueles que estão mais disponíveis e que são mais sustentáveis.

O conceito da representação

Essa disposição das duas pirâmides lado a lado é feita para propor a reflexão acerca da maneira como consumimos os principais alimentos do nosso dia a dia, de modo que se possa perceber qual o nível de impacto para o meio ambiente que cada uma das escolhas traz.

Por exemplo, é possível perceber que alimentos como legumes, verduras, frutas e cereais integrais tem menor impacto ambiental de consumo, enquanto carnes e outras comidas de origem animal causam maior perda e são menos sustentáveis.

Quais os benefícios da pirâmide alimentar dupla?

A pirâmide alimentar dupla tem um grande valor no que diz respeito ao alcance do equilíbrio dos hábitos alimentares da sociedade. Esse sistema foi desenvolvido justamente para podermos mensurar como cada uma dessas escolhas impacta o mundo como um todo.

A preocupação em relação à sustentabilidade de recursos encontrados na natureza está cada vez mais presente, e a pirâmide proporciona uma observação clara acerca disso, ilustrando como cada tipo de comida demanda um diferente esforço para ser extraído e renovado.

A pirâmide não busca mudanças extremas

A pirâmide também busca conscientizar as pessoas acerca de uma alimentação melhor, de modo que ela consiga fazer a opção mais adequada sem precisar consumir coisas que unam basicamente dois problemas: pouco saudáveis e com baixas possibilidades de renovação dentro da natureza.

Ela não busca fazer com que as pessoas mudem de vida radicalmente, mas também não deixa de mostrar como cada um dos alimentos pode ter um efeito não muito positivo tanto para o corpo, deixando claro o nível recomendado de consumo, quanto para a natureza, mostrando também o impacto da retirada desses recursos.

A intenção dessa representação gráfica é justamente estimular que as pessoas sempre ponderem sus escolhas em relação a alimentação no dia a dia. Isso cada vez mais desenvolve uma consciência geral acerca do tema, e gradativamente pode ter ótimos efeitos nos hábitos de consumo na sociedade como um todo.

Como melhorar minha alimentação?

Com base nas informações dispostas na pirâmide alimentar dupla, é possível definir alguns hábitos para uma alimentação melhor. Desde o balanceamento da dieta até o consumo completo dos recursos, muita coisa pode ser feita em prol da saúde e da sustentabilidade:

Busque uma alimentação balanceada

Um dos grandes segredos de comer bem é buscar o equilíbrio na alimentação, ou seja, comer um pouco de tudo. Os vegetais e os legumes precisam sempre estar presentes em refeições como almoço e jantar.

Substitua alimentos pouco saudáveis

O açúcar é um recurso natural que pode causar grandes males à saúde se consumido em excesso, principalmente por conta do seu processo de industrialização.

É muito comum recorrer a sobremesas após as refeições, mas que tal trocá-las por frutas? Elas conseguem cumprir o mesmo papel e são completamente bem-vindas na maioria dos regimes alimentares.

Aproveite todas as partes do alimento

É muito comum descartarmos algumas partes dos alimentos, como os talos. Entretanto, eles têm grande valor nutricional e podem ser preparados de maneiras criativas e saborosas, especialmente quando estão combinados com molhos e temperos, podendo ser servidos como entradas.

Opte por produtos regionais

São inúmeras as vantagens dos produtos regionais! Eles são mais frescos e dispensam logísticas avançadas de transporte, reduzindo custos de produção e diminuindo a emissão de poluentes provenientes de automóveis.

Sobras podem se tornar novos pratos

Sabe aquelas sobras de arroz que estão na panela? Por que não transformá-las em um delicioso risoto? Você pode aproveitar ainda os legumes que restaram da salada do almoço! Sempre há algo pronto para ser reaproveitado!

Essa estratégia é muito útil, permitindo o consumo completo de tudo que foi comprado, além de evitar o descarte de comida, algo tão comum e que faz com que toneladas de alimentos sejam descartadas diariamente.

Preze sempre por alimentos de origem natural

Além de serem mais saudáveis, os alimentos naturais também são muito mais sustentáveis. Legumes, verduras e frutas conseguem oferecer todos os nutrientes de que o corpo precisa, evitando gorduras, açúcares e o colesterol.

É importante buscar sempre fontes leves e naturais de proteína. Os alimentos de origem vegetal conseguem nutrir bem o nosso organismo, oferecendo proteínas de qualidade. Feijões, lentilhas, nozes, quinoa e grão-de-bico estão entre os alimentos que atendem a essa demanda.

A relação entre o benefício nutricional dos alimentos e como eles afetam o meio ambiente é um assunto importante para que, cada vez mais, o consumo seja responsável e saudável.

Agora que você conheceu melhor a pirâmide alimentar dupla e o que ela representa, deixe nos comentários alguma dica de como adotar um regime alimentar mais saudável com base nesse conceito!

Últimas Notícias

Alimentação