Benefícios da sauna: um ritual de bem-estar para corpo e mente

Por Viva Rituaali
Benefícios da sauna: um ritual de bem-estar para corpo e mente

Para muitas pessoas, sauna é sagrada. E é mesmo. Os registros mais antigos desta prática milenar datam de 9 mil anos atrás, um ritual de nômades que habitavam a hoje região da Finlândia. Não à toa se tornou símbolo desse gélido país nórdico onde há praticamente uma sauna para cada 2,5 habitantes. São milhões delas.

Os anos passaram e a prática se transformou. Da sauna seca finlandesa ao banho de vapor da Grécia antiga, do famoso banho turco com seus imensos salões abobadados repletos de piscinas e congregações de homens e mulheres às “tendas de suar” das tribos americanas Sioux e seus ritos de purificação, costume também comum entre maias e astecas com suas Temazcalli (Temazo/vapor, Calli/casa), a sauna chega à modernidade em versões inclusive portáteis para montar em casa. Mas os benefícios desta prática continuam milenares.

Benefícios da sauna

A sauna alivia a tensão, estimula a circulação, dilata os poros, desintoxica o organismo, purifica o sangue, relaxa os músculos, alivia dores de coluna, reduz a insônia, combate o estresse e cura até ressaca. Quer mais? É indicada como tratamento complementar para aliviar sintomas de artrite e reumatismo, crises do sistema respiratório como sinusite e nariz entupido (com o auxílio de óleos e ervas aromáticas como cânfora e eucalipto) e para eliminar cravos e espinhas. Só não emagrece porque a perda é de suor, não de gordura.

Segundo artigo publicado na Harvard Health Publications, revista online da Harvard Medical School, uma pessoa média vai deixar até um litro de suor num curto período em uma sauna (uma perda líquida de 1% a 5% por desidratação). A pulsação aumenta em 30% o que faz o coração bombear quase o dobro de sangue por minuto e a maior parte do fluxo extra é dirigido para a pele, por isso a vermelhidão. Já a pressão arterial é imprevisível, subindo em algumas pessoas e caindo em outras.

Há dois tipos de sauna: “a vapor” (úmida) e a “sauna seca”. A diferença está no processo de aquecimento. A vapor pode ser elétrica, a gás ou a lenha, com temperaturas que variam entre 40ºC até 60ºC e em ambientes que retenham o calor. Neles é possível ficar por períodos mais longos de até 20 minutos. Já a “sauna seca” utiliza pedras quentes, lenha ou eletricidade, tem ambientes ventilados e temperaturas mais altas que chegam a 75ºC, sendo aconselhável não ultrapassar 10 minutos.

Veja outras recomendações:

  • Hidrate-se antes (com bastante água) e depois da sauna (com água, isotônicos ou sucos de frutas). Se tiver fome ao sair, dê preferência a alimentos leves como queijos e frutas;
  • Evite esforços físicos após a sessão, repouse por 10 minutos para as funções do organismo normalizarem;
  • Saia imediatamente se começar a se sentir tonto, enjoado ou com dor de cabeça. Leve esses sinais a sério
  • Limite a uma ou duas sessões por semana.

Pessoas de todas as idades podem usufruir dos benefícios da sauna, inclusive crianças. Porém é contraindicada a quem tem problemas cardíacos e de pressão arterial. Antes de iniciar a prática, consulte seu médico para uma avaliação. Se estiver tudo em dia, ele vai liberar. E a única ducha de água fria que você vai tomar será aquela revigorante depois da sauna.

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

Últimas Notícias

Bem-Estar