Conheça os benefícios da hidroterapia

A relação do homem com a água é antiga, assim como seu poder curativo, que já era estudado desde a Grécia Antiga, passou por inúmeras civilizações e se mantém até hoje, com técnicas cada vez mais modernas. Entre elas, está a hidroterapia, que pode trazer inúmeros benefícios para a saúde física e psíquica de quem pratica.

Com diversas aplicações, a hidroterapia pode ser usada no tratamento de várias condições de saúde, além de ajudar a aliviar o estresse e até a diminuir os sintomas da depressão.

Quer saber mais sobre os benefícios da hidroterapia e descobrir se esse é o tratamento certo para você? Continue a leitura!

O que é a hidroterapia?

A hidroterapia consiste no uso da água como processo terapêutico, promovendo a recuperação de problemas de saúde, de questões psicológicas e ainda proporcionando relaxamento e uma maior sensação de bem-estar, sendo usadas para isso técnicas diferentes, como banhos de imersão, diferença de temperatura, massagens com jatos de água, esfoliações, duchas e muitos outros.

O uso da água com poder curativo tem sido explorado pela humanidade desde a civilização grega, quando escolas de medicina passaram a ser criadas próximas das estações de banho, desenvolvendo, dessa forma, as primeiras técnicas de hidroterapia.

Depois dos gregos, várias outras civilizações também usaram amplamente o poder curativo da água, como os romanos. Porém, foi a partir do século XIX que a hidroterapia começou a ganhar ares mais científicos, com a criação da primeira escola de hidroterapia, em Viena.

De lá para cá, a água passou de ser usada apenas como um tratamento passivo, por meio dos banhos de imersão, para ganhar um caráter mais ativo, com tratamentos diferenciados, como o uso da flutuação, os exercícios dentro da água e também a fisioterapia aquática.

Hoje, todas essas técnicas (tanto as passivas, como as ativas) estão englobadas no termo hidroterapia e visam, sempre, promover o bem-estar geral de quem as utiliza, seja auxiliando na recuperação de problemas de saúde, seja ajudando na prevenção dos mesmos ou ainda promovendo uma sensação de relaxamento e trabalhando diversas questões, como redução do estresse, da ansiedade e da tensão do dia a dia.

Quais as diferenças entre hidroterapia e hidroginástica?

Por ambas as atividades serem realizadas na água, é comum que algumas pessoas confundam a hidroterapia e a hidroginástica, mas elas têm diferenças significativas.

A hidroginástica é uma prática de atividade física. Por isso, é orientada exclusivamente por um educador físico e busca a melhora do condicionamento, a perda de peso e o fortalecimento muscular. Para isso, as aulas, geralmente em grupo, são feitas à base de movimentos iguais para todos os alunos.

Já na hidroterapia, o principal objetivo não é o condicionamento físico, mas sim a reabilitação do corpo e da mente, e por isso ela é realizada por profissionais especializados, com indicações diferentes para cada caso.

A hidroterapia pode ser recomendada, por exemplo, para a recuperação de um paciente com lesões ortopédicas ou com dores causadas pelo reumatismo e também para aquelas pessoas que desejam diminuir a tensão muscular, melhorar o sistema circulatório ou apenas relaxar.

Para cada um desses casos, uma prática diferente pode ser recomendada. Assim, pode-se perceber que, enquanto a hidroginástica visa o fortalecimento muscular e a perda de peso, a hidroterapia, por meio do uso de técnicas diferentes, visa proporcionar o bem-estar e o equilíbrio completo do paciente.

Para quem a hidroterapia é indicada?

A hidroterapia pode ter inúmeras indicações, como:

  • para alívio do estresse e no combate à ansiedade e à depressão;
  • para pessoas com distúrbios do sono;
  • para quem deseja relaxar e diminuir as tensões musculares;
  • para melhorar o funcionamento do sistema circulatório;
  • para pessoas com dores musculares causadas pelo reumatismo, fibromialgia, artrite, artrose ou outras doenças;
  • para quem sofre com o inchaço das pernas;
  • durante a gravidez, para a diminuição de questões como inchaço, dores nas costas e outras.

A hidroterapia para gestantes, contudo, precisa ser indicada pelo obstetra, mas normalmente tem muitos benefícios, ajudando a melhorar a circulação sanguínea, diminuir as dores articulares (como as costas, joelhos e pés) e reduzir o inchaço, sobretudo nas pernas.

Para quem sofre com dores crônicas, a hidroterapia também é muito indicada, como para os pacientes com fibromialgia, porque ajuda no relaxamento muscular, estabiliza as articulações e melhora a amplitude dos movimentos.

Já nos casos de problemas de ordem psicológica, como estresse, ansiedade e depressão, o poder curativo vem, sobretudo, da água aquecida, que auxilia no relaxamento muscular, proporcionando sensação de bem-estar e de tranquilidade.

Além disso, a hidroterapia é recomendada para qualquer pessoa que deseje sentir-se mais relaxada, melhorando a tensão muscular e também ajudando a descansar a mente.

Quais os métodos usados na hidroterapia?

Como dissemos, existem vários métodos empregados na hidroterapia que podem ser mais ou menos indicados dependendo do seu caso e do seu objetivo com o tratamento. Alguns mais usados são:

Duchas

São excelentes para combater a fadiga, proporcionando mais energia e sensação de bem-estar. A ducha pode ser aplicada em todo o corpo ou apenas em uma área específica e é feita com jatos de alta pressão com temperatura controlada, promovendo uma massagem completa e altamente relaxante.

Banhos de imersão

Ajudam a estimular o sistema circulatório e nervoso, quando feitos com água fria, e ainda têm efeito relaxante e calmante, quando realizados com água quente.

Banhos de vapor

Têm ação descongestionante, sudorífera e emagrecedora, podendo ser indicados em diversas situações.

Banhos de contraste

Técnica que promove a alternância entre a constrição e a dilatação dos vasos sanguíneos, a partir do uso de água quente e fria. É muito indicado para lesões nas articulações, nos músculos, fraturas ósseas e infecções.

Caminhadas na água

Com a água no nível da cintura, esse tipo de tratamento é especialmente indicado para aquelas pessoas com tônus muscular mais baixo e que desejem aumentá-lo, já que a água oferece uma resistência natural ao movimento.

Esfoliações e fricções

Têm como objetivo fortificar o corpo, ajudando a melhorar a circulação e a respiração.

Quais os benefícios da hidroterapia?

Já deu para perceber que a hidroterapia tem muitas vantagens, não é mesmo? Veja alguns dos seus benefícios:

  • fortalecimento muscular;
  • melhora da circulação sanguínea;
  • redução dos problemas posturais;
  • diminuição da dor;
  • redução do estresse;
  • melhora do sono;
  • relaxamento muscular;
  • redução do inchaço;
  • estímulo ao sistema imunológico, devido à água aquecida;
  • descanso e sensação de relaxamento e bem-estar;
  • baixo impacto nas articulações, sendo especialmente útil para pessoas com lesões ortopédicas e idosos;
  • tratamento adaptado para todos os públicos, como cadeirantes, idosos e pessoas com dificuldade de locomoção.

Se você ficou interessado, é sempre importante buscar um local especializado e conferir se a hidroterapia é realizada por fisioterapeutas ou profissionais especializados na prática.

Gostou de saber mais sobre os benefícios da hidroterapia? Então curta a nossa página no Facebook e receba sempre dicas bacanas como essas!

Últimas Notícias

Bem-Estar