Estafa: conheça a doença que causa desânimo, insônia e dores no corpo

Cumprir as atividades do cotidiano tem sido cada vez mais difícil? O desânimo e outros desconfortos tomam conta do seu dia? Isso significa que está na hora de repensar a sua rotina e entender o que é estafa — uma doença séria, que atinge o organismo manifestando-se por meio de diferentes sinais e que, se não for tratada corretamente, pode gerar consequências mais graves, como a depressão.

Estafa: o que é essa doença?

Quando o nosso dia a dia é pautado pelo excesso de responsabilidades e tarefas, o corpo e mente podem emitir alertas de que estão sobrecarregados. O primeiro sintoma a ser percebido é o esgotamento físico e mental, caracterizando-se pela dificuldade de realizar, até mesmo, as atividades mais simples. A estafa é definida como uma fadiga contínua ou acentuada, que acarreta indisposição, queda na produtividade, além de afetar o seu humor e prejudicar o seu relacionamento com outras pessoas.

Quais são os principais sintomas da estafa?

Alteração do sono

A pessoa que está desenvolvendo a estafa fica com a cabeça cheia de preocupações constantemente e não consegue desligar-se dessas aflições. Essa condição a impede de relaxar e ter uma boa noite de sono, ocasionando a temida insônia. No entanto, isso não é uma regra, pois o contrário também pode acontecer. Pelo fato de sentir um cansaço extremo, muitas vezes, o indivíduo pode sentir um sono que nunca passa e dormir demais na tentativa de fazer o cansaço diminuir.

Agressividade

No início dessa doença, é comum o desenvolvimento de uma sobrecarga mental intensa, que faz com que você não consiga lidar com a quantidade de tarefas que assume, tampouco com a pressão que está embutida no cumprimento e obrigação de obter sucesso em cada uma delas. O resultado disso é a transformação do seu comportamento, que passa a ser mais agressivo. Nessa circunstância, a tendência é que você queira descarregar tudo que está atormentando o seu corpo e mente sem pensar nas consequências posteriores.

Memória afetada

Mesmo as pessoas mais atentas e bem planejadas estão sujeitas aos erros e esquecimentos de prazos quando estão estafadas. As frequentes falhas de memória as prejudicam na vida profissional e pessoal. Outro sintoma do esgotamento mental são as dificuldades cognitivas, o que compromete o processo de aprendizagem. Coisas que, anteriormente, eram muito simples de serem aprendidas ficam complicadas e precisam ser vistas e revistas diversas vezes.

Má alimentação

A ansiedade causada pelo excesso de compromissos e pressão no ambiente de trabalho pode prejudicar o seu apetite, enfraquecendo o paladar, o que faz com que você consuma alimentos mais condimentados, com excesso de sal, gordura e açúcar, com a finalidade de compensar a falta de sabor. Como consequência dessa má alimentação, ocorrem mudanças repentinas de peso e distúrbios gastrointestinais, como refluxo, azia e prisão de ventre.

Dores no corpo

Com a evolução da estafa, você fica tão sobrecarregado que essa sobrecarga se converte em dores por todo o seu corpo. Dia após dia, vão surgindo dores de cabeça, nas articulações, nas costas e nos músculos. Além disso, as preocupações excessivas, como acerca da conclusão das atividades profissionais, aumentam o nível de ansiedade, desencadeando reações no corpo que, antes, não aconteciam, como desconfortos e palpitações. Conforme a doença vai-se estabelecendo, a imunidade da pessoa também cai consideravelmente. Este sintoma é um dos mais preocupantes, haja vista que abre portas para o desenvolvimento de outros problemas, como gripes, viroses, e infecções que vão e voltam.

Relação da estafa com o excesso de trabalho e estresse

São vários os transtornos que a estafa pode causar na vida de uma pessoa. Em geral, ela está relacionada ao excesso de trabalho e de responsabilidades. Tal sobrecarga de atividades, mais as preocupações constantes, acarretam o estresse e alterações psicológicas, tendo como consequência o desenvolvimento da doença. Há pessoas que ignoram os sintomas, não identificam o problema e utilizam medicamentos por conta própria ou drogas, como o álcool, o que só piora a situação. Os indicadores da estafa costumam ser semelhantes em todas as pessoas, e a melhor forma de combatê-la é procurando ajuda médica, além de mudar o estilo de vida.

Você também pode se interessar por:

Equilíbrio emocional: 5 dicas para conquistá-lo no dia a dia

Estresse: o guia completo para você saber lidar com ele e ter qualidade de vida

Estresse e câncer: descubra como os dois problemas estão relacionados

 

Últimas Notícias

Bem-Estar