Férias: 4 dicas para a criança aprender brincando

Enfim, as férias chegaram. Para muitas crianças, o mês de julho é sinônimo de ir para cama tarde, dormir até a hora do almoço e passar os dias assistindo desenhos e jogando video-game. Mas a pediatra Jéssica Pinha faz um alerta: fugir da rotina dessa forma pode ser prejudicial para o desenvolvimento dos pequenos. Por isso, é importante aproveitar esse período longe da escola para a criança se movimentar, pegar sol e aprender brincando.

Confira agora quatro atividades que as crianças devem praticar durante as férias para estimular o desenvolvimento sem esquecer dos hábitos saudáveis.

1 – Xô, sofá!

“A atividade física é ótima para todas as idades, não importa se a criança tem 3 ou 10 anos. Mas é importante adequar o exercício à faixa etária para ter um melhor aproveitamento. Durante as férias, uma criança mais novinha pode frequentar piscinas aquecidas para nadar. Essa atividade ajuda a coordenar a respiração e os músculos”, por exemplo.

Segundo a pediatra, as atividades em grupo são ideais para crianças a partir dos 7 anos para desenvolver a interação e o trabalho em equipe. “É bom para a criança conhecer outras fora do ambiente escolar. Eu sempre indico o vôlei, que é um esporte muito coletivo. A atividade física é necessária para a criança gastar energia durante as férias”.

2 – Sol e pé no chão

Jéssica também explica que, durante a infância, é importante que a criança entre em contato com a terra e com animais domésticos – desde que com segurança. É a chamada teoria da higiene: quanto mais exposta aos antígenos a criança estiver desde cedo, menos alergias vai desenvolver ao longo da vida.

“Criança deve ter o pé no chão, na terra. Ficar descalça na natureza, na areia para descobrir texturas diferentes e aumentar a resistência da pele. A sujeira também ensina o corpo a se defender e, depois, é só lavar com água e sabão. Animais também estão liberados, desde que não sejam peçonhentos. Até brincar de correr atrás de borboleta ela pode. Criança deve ser criança, sempre”, diz.

3 – Plante essa ideia!

Uma boa alternativa é apresentar a criança às hortas caseiras. Basta comprar vasos, encher com terra, plantar as sementes e cuidar. A atividade vai fazer com que a criança se interesse mais por alimentos saudáveis, pois ela terá a oportunidade de comer o que plantou e o que vai colher diretamente do pé.

4 – Tem criança na cozinha

Inserir a criança no preparo das refeições também é uma forma de estimular hábitos saudáveis e sair da rotina. Experimente ensinas receitas fáceis, seguras e práticas para as crianças, como sacolé de melancia ou o preparo de uma salada verde com molho de mostarda e mel.

“Quando a criança vai para a cozinha e aprende a preparar uma refeição, mesmo que de forma simples, se sente parte daquilo e deixa de ser passiva. Ou seja, deixa de apenas receber o alimento e passa a participar do processo. Isso é fundamental para que ela crie interesse pelos alimentos e passe a se alimentar melhor”, garante a médica.

 
Rituaali tem programação especial nas férias

Pés descalços na terra, cheirinho de horta fresca, canto de pássaros e barulhinho de grilo ao entardecer. Dos dias 16 a 23 de julho, o centro de Medicina de Estilo de Vida Rituaali, em Penedo, terá uma programação especial para adultos e crianças na Semana Especial da Família.

São 7 dias voltados para o bem-estar, aprendizados, diversão e relaxamento. Enquanto os pequenos se divertem em meio à natureza e à culinária, os pais podem, com o apoio de especialistas, resgatar o equilíbrio e os rumos de sua saúde. Confira a programação completa. Se preferir, entre em contato pelo (24) 3351-9200.

Últimas Notícias

Bem-Estar