Gestão de tempo e qualidade de vida: comece a se importar com isso já!

Responda com sinceridade: você tem tempo para se dedicar mais à família, aos estudos e a um estilo de vida mais saudável? Provavelmente, sua resposta foi um sonoro “não” — algo comum à maioria das pessoas.

Falta tempo, não é verdade? Parece até que a solução dos seus problemas seria a instituição dos dias de 48 horas. O fato é que isso não vai acontecer. Então, não tem jeito: com toda essa correria, saber administrar melhor o tempo se tornou indispensável.

Na verdade, deveríamos criar bons hábitos de produtividade desde a época em que entramos na escola, por meio de uma matéria obrigatória que nos ensinasse a fazer uma gestão eficiente do tempo.

Diante da nítida sensação de que a vida está passando rápido, cabe a nós virar a chave da mudança. Então que tal aprender mais sobre gestão de tempo e melhorar sua qualidade de vida agora mesmo?

Ficou interessado? Continue lendo este post para aprender conosco as técnicas mais eficientes e começar a se importar com isso já!

A relação entre gestão de tempo e qualidade de vida

Quando gerimos melhor o tempo, abrimos um espaço em nossa rotina para sermos mais produtivos, o que evita o estresse e melhora nossa qualidade de vida. Um tanto óbvio, não é verdade? Bom, nem tanto.

De fato, as pessoas ainda encontram dificuldades para identificar em suas vidas o que é e o que não é importante ou urgente. Além disso, a resistência à mudança da própria rotina é outro fator que implica na dificuldade de melhorar a gestão de tempo. Alguns hábitos estão tão enraizados no dia a dia das pessoas, que elas simplesmente optam por continuar a gerir o tempo de maneira errada.

Portanto, antes de qualquer mudança em uma rotina, você deveria parar para pensar um pouco sobre sua vida. Você quer mesmo ter mais tempo?

Um sentido para o seu tempo

É importante fazer uma autoanálise para descobrir o que você verdadeiramente deseja em sua vida. Você é feliz na sua carreira profissional? Essa é outra pergunta que você deve se fazer nessa hora.

Pense no que você deseja dedicar mais seu tempo, as funções que não gostaria mais de executar e o que é realmente importante para você. Todas as suas escolhas devem estar relacionadas com os seus objetivos.

A melhor distribuição do tempo

No geral, nosso tempo é distribuído entre diversos tipos de atividades. São eles: importantes, urgentes e circunstanciais.

Podemos entender as atividades urgentes como aquelas cujo o prazo simplesmente terminou ou está tão curto que precisam ser feitas imediatamente. São essas atividades que, frequentemente, trazem mais estresse ou pressão.

Já as circunstanciais são aquelas que desperdiçam o seu tempo quando você as faz sem vontade ou por causa da pressão de outras pessoas.

Sabe quando aquele seu colega de escritório pede uma “ajudinha” com algo que ele deveria ter feito e não fez? E você, muitas vezes, não sabe dizer “não”, e aceita ajudá-lo, por mais que não quisesse? Pois é.

Agora, para entender as atividades importantes, antes é preciso destacar que elas e as urgentes não se misturam. Nenhuma atividade é importantes e urgente ao mesmo tempo.

Se, durante a freada do seu automóvel, por exemplo, você escuta um barulho agudo, isso significa que a pastilha de freios está desgastada. Logo, é necessário trocá-la — ou seja, isso é importante.

Manter a situação desse jeito, por sua vez, pode prejudicar o funcionamento das rodas e te deixar, literalmente, a pé. Isso, sim, seria urgente. Notou a diferença?

Classifique suas tarefas e compromissos

Avalie de maneira mais crítica o tempo que você gasta com suas atividades, e passe a classificar suas tarefas e compromissos. Assim, é possível mensurar o quanto você se dedica a cada um deles, e fica mais fácil decidir, no futuro, como você gostaria de utilizá-lo.

É importante manter seu foco na esfera das atividades importantes, pois elas reduzem a quantidade de urgências e eliminam as atividades circunstanciais — o que vai exigir de você um melhor planejamento.

Dar sentido para as coisas é focar seu tempo no que é realmente importante e sempre traz resultados positivos. Aliás, a redução das tarefas urgentes e circunstanciais ainda está relacionada diretamente com a diminuição de sentimentos ruins, como a ansiedade e o estresse.

Conte com a ajuda de uma ferramenta para gerenciar seu tempo

Nossa mente não é como um computador: ela falha e se distrai com extrema facilidade. Então, pare de organizar tudo o que você precisa fazer ao longo do dia apenas em sua cabeça.

Escolha uma ferramenta para armazenar suas prioridades e libere sua mente para pensar em soluções criativas e inovadoras para executá-las.

Aliás, uma boa dica é aproveitar o seu smartphone: busque por um aplicativo que possa ajudar. Reserve uma parte de seu dia para organizar as atividades e classificá-las de acordo com o seu tipo.

Aprenda a delegar mais

Você confia nos profissionais com os quais trabalha? É melhor passar a confiar, pois delegar tarefas é fundamental na sua busca por qualidade de vida.

Então, pare de executar tarefas que os outros deveriam fazer, principalmente quando são repetitivas. Escreva um processo, imprima e treine outras pessoas para serem responsáveis por elas.

Liste momentos importantes em sua agenda

Já pensou em quebrar um pouco a sua rotina? Colocar um almoço em família no meio da semana, separar um tempo à noite para ir ao cinema ou, simplesmente, visitar um amigo?

Esses momentos são importantes, e servem como oxigênio para os seus pulmões, renovando as energias, tornando o dia mais leve e proporcionando mais produtividade. Pense nisso!

Aprenda com as urgências

Como já vimos, as urgências podem – e devem – ser evitadas. Então, ao se deparar com elas, comece a observá-las de modo criterioso. Sem dúvida, com antecipação e planejamento, é possível evitar que se repitam, e elas deixarão de ser tão frequentes em sua rotina.

Desligue-se nos finais de semana

Por fim, por mais prestígio que você tenha, esse é o momento em que você pode se dedicar mais à sua família. Relaxe, converse, divirta-se. Aproveite para passear, ir a um parque, viajar, e estar com pessoas que dão mais sentido à sua vida. No final do domingo, você até pode tirar um tempo para organizar a semana que está por vir.  Mas tome o cuidado para não transformar seu final de semana em uma extensão dos dias úteis!

E aí, gostou das nossas dicas sobre gestão de tempo? Que tal colocá-las em prática agora mesmo e ver como isso vai afetará de maneira positiva sua qualidade de vida?

Aproveite para deixar o seu comentário e contar o resultado dessas ações na sua rotina!

Últimas Notícias

Bem-Estar