Como combinar o tratamento da ansiedade com métodos naturais?

A ansiedade é considerada o “mal do século” por algumas pessoas. E isso não é por acaso. De acordo com os dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), o Brasil é o país com mais ansiosos em todo o mundo: já somamos mais de 18 milhões de pessoas e nem todas buscam por um tratamento de ansiedade.

Quem convive com esse problema sabe muito bem o quanto ele afeta a qualidade de vida. Insônia, dores pelo corpo, medo e preocupações excessivas — tudo isso faz parte do quadro da ansiedade, que nem sempre é fácil de ser tratada.

Além do uso de medicamentos e da psicoterapia, contudo, existem outros métodos que podem ser aliados no tratamento da ansiedade. Você também faz parte dessas estatísticas? Continue a leitura!

Qual é a importância da visão multidisciplinar no tratamento de ansiedade?

Primeiro é preciso compreender que a ansiedade não é uma doença. Afinal, todos nós somos ansiosos e é graças a ela que conseguimos evoluir. Ela, de forma natural, é benéfica e ajuda a nos prepararmos para situações de fuga ou ainda fazendo com que o medo nos impeça de seguirmos adiante em uma situação perigosa.

Contudo, para algumas pessoas, esse sentimento está um pouco “desregulado”. Ou seja, a ansiedade se torna patológica quando ela aparece sem nenhuma situação que justifique isso. Dentro do termo “ansiedade” existem muitos transtornos, como o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), a Personalidade Ansiosa e até a Síndrome do Pânico.

Além de tudo isso, a ansiedade ainda pode “andar de mãos dadas” com outros distúrbios psiquiátricos, como a depressão e as psicoses, exigindo um tratamento ainda mais intenso.

Por isso, se você está sentindo que a ansiedade tem trazido problemas a sua vida, é hora de procurar ajuda especializada. Alguns dos sinais clássicos são: irritabilidade, tensão muscular, problemas gastrointestinais, taquicardia, falta ou excesso de apetite, insônia, dificuldade de concentração, vulnerabilidade e sentimento de alerta constante.

Embora o tratamento tradicional envolva medicamentos e a psicoterapia, a ansiedade é um distúrbio que engloba muitas vertentes. Principalmente porque esse é um sentimento natural do ser humano. Geralmente, quem sofre de transtornos de ansiedade tem uma personalidade ansiosa e é difícil “reaprender” a ver o mundo.

Viver no “aqui e no agora” é um dos principais desafios dos ansiosos. Desacelerar e modificar a forma de encarar os problemas e a vida, passando a ter uma visão mais leve, são medidas extremamente importantes para conseguir colher os frutos do tratamento.

Por isso, uma equipe multidisciplinar é fundamental, ajudando o ansioso a reconquistar os vínculos sociais e principalmente a se conectar consigo mesmo, reduzindo o ritmo e vivendo no presente (e não tão no futuro, como é costume de quem sofre com ansiedade).

Quais métodos naturais ajudam no tratamento da ansiedade?

Existem muitos métodos que podem ajudar a tornar o tratamento de ansiedade mais proveitoso. As atividades físicas, por exemplo, ajudam a liberar endorfina, um hormônio importante no bem-estar, ajudando também a desacelerar a mente do ansioso. Além dos exercícios, existem outras práticas interessantes. Veja algumas delas a seguir!

Alimentação

Itens com alto teor de açúcar e de cafeína, por exemplo, podem contribuir para exacerbar alguns sintomas, como a insônia, a agitação e o excesso de pensamentos.

Além disso, consumir muito açúcar e gordura pode modificar a flora intestinal, aumentando a população das bactérias que se alimentam preferencialmente do açúcar. Esses micro-organismos conseguem inibir a produção de serotonina, fundamental no controle do humor e da ansiedade.

Alguns alimentos que podem ajudar a controlar a ansiedade são:

  • frutas cítricas, como laranja, limão, acerola, kiwi, morango e abacaxi são ótimas fontes de vitamina C e ajudam a reduzir a secreção do cortisol, hormônio ligado ao estresse;
  • banana, que é rica em triptofano e ajuda a aumentar a produção de serotonina, melhorando a sensação de bem-estar;
  • maçã, que é rica em zinco, selênio e magnésio, que juntos ajudam a reduzir a ansiedade;
  • espinafre, que é uma ótima fonte de ácido fólico que ajuda na eliminação de resíduos químicos oxidantes produzidos pelo estresse (que pode contribuir para a ansiedade);
  • chocolate com mais de 70% de cacau, rico em flavonoides, que é um tipo de antioxidante que favorece a produção de serotonina;
  • mel, que também favorece a produção de serotonina;
  • frutas vermelhas, que são alimentos antioxidantes, além de ajudarem na redução do cortisol.

Hidroterapia

hidroterapia consiste na realização de exercícios fisioterápicos dentro da água que ajudam, sobretudo, no relaxamento e também no alívio das dores musculares, que são muito comum nos ansiosos.

Além disso, as atividades na água ainda podem contribuir para melhorar o sono, reduzir o estresse e promover um relaxamento mais profundo e intenso.

São muitos os métodos que podem ser aplicados, como banhos, contrastes e técnicas que buscam aproveitar o poder curativo da água. Ainda podem ser usadas plantas medicinais a geoterapia (terapia com argila, dolomita e carvão ativado) buscando reequilibrar o paciente.

A hidroterapia também é indicada para aqueles que sofrem com dores crônicas, como a fibromialgia, uma condição intimamente ligada com a ansiedade.

Fitoterapia

A fitoterapia se baseia no uso de princípios de origem vegetal, ou seja, é a cura de doenças por meio do uso de plantas medicinais.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a fitoterapia possui base científica e é até mesmo considerada uma parte importante da medicina, que é a medicina alopática (que não é uma terapia alternativa, como a homeopatia e a acupuntura, por exemplo).

Assim, os fitoterápicos são medicamentos que passaram por uma série de pesquisas científicas para comprovar a sua eficácia. É por isso que esses itens precisam de registro na Anvisa e uma recomendação médica para seu uso.

Alguns fitoterápicos que podem ajudar no tratamento de ansiedade são:

  • melissa, também conhecida como erva-cidreira, ajuda a acalmar levemente;
  • camomila que também possui um efeito calmante;
  • erva-de-são-joão, é muito usada no combate à depressão;
  • valeriana, ajuda a melhorar o sono;
  • passiflora ajuda a controlar as crises de ansiedade e também melhora o sono;
  • griffonia é uma planta rica em 5-HTP, que é um precursor direto do neurotransmissor da serotonina e que deriva do aminoácido triptofano, ajudando a melhorar a sensação de bem-estar.

Massoterapia

É um conjunto de procedimentos usados para aliviar a dor muscular, combater o estresse, aumentar a sensação de bem-estar, estimular a circulação sanguínea e melhorar a qualidade de vida.

O principal benefício da massoterapia para os ansiosos é que ela age reduzindo o cortisol, além de promover o relaxamento muscular e mental. Outro atrativo é que a técnica ajuda a aumentar a produção de dopamina e serotonina, favorecendo a sensação de bem-estar. Muitos desses sentimentos ainda são potencializados com o uso de óleos essenciais terapêuticos durante as técnicas de massagem.

Como você viu, o tratamento de ansiedade pode ser potencializado com o uso de métodos naturais, ajudando a relaxar, a viver o aqui e o agora e a se conectar consigo mesmo (questões muito importantes para quem convive com transtornos de ansiedade). Porém, é fundamental sempre buscar a ajuda de centros especializados e, claro, combinar esses métodos naturais com os tratamentos que você já realiza, como o acompanhamento com psicólogo e psiquiatra.

Você gostou deste conteúdo e ficou interessado nesses tratamentos? Então entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

Últimas Notícias

Bem-Estar