Verão: faça do sol um aliado para a sua saúde

Assim como sol em excesso pode causar câncer de pele, a falta dele também pode ser prejudicial para o organismo. É fundamental tomar sol todos os dias – e sem protetor solar –, desde que de forma moderada. Hoje, a carência nutricional mais prevalente no mundo é a falta de vitamina D, e 80% da vitamina D produzida pelo corpo vem do sol, segundo especialistas.

A carência de vitamina D no organismo está associada a diversos agravos, entre eles maior risco de pressão alta e infarto, uma vez que a falta da vitamina diminui a flexibilidade das artérias e, consequentemente, a pressão sanguínea. A vitamina D também melhora os sintomas de quem sofre de diabetes.

Não tomar sol, ou seja, não produzir vitamina D, também aumenta a chance de câncer de colo de útero, câncer de ovário, de mama, do cérebro, da próstata e até mesmo a câncer de pele.

No entanto, para ter o sol como aliado é preciso moderação. O que define o tempo de banho de sol é o tom da pele. Quanto mais escura for a pele, mais tempo é preciso se expor ao sol para que o organismo produza a vitamina D.

Basta expor 50% do corpo ao sol para que ele produza a quantidade diária necessária de vitamina. Se a pele for muito clara, o ideal é sentar-se com as pernas expostas ao sol sem protetor solar por cinco minutos a dez minutos, em um horário em que o sol esteja forte. Mas fica o alerta: não pode passar desse período de tempo.

Para peles morenas, o ideal é que a exposição solar varia entre 10 e 20 minutos. Para peles negras, o tempo correto é de 30 a 40 minutos.

 

 Aproveite o sol: confira outros benefícios garantidos pela exposição moderada ao sol

 

  • Melhora o humor
  • Melhora a concentração e a memória
  • Melhora a TPM
  • Diminuiu o risco de depressão
  • Ajuda a controlar a pressão arterial
  • Melhora o sono
  • Ajuda a controlar a saciedade

Últimas Notícias

Dicas