Conheça 15 alimentos que previnem doenças

Você sabia que existem alimentos que previnem doenças? Mais do que emagrecer, se preocupar com o que você come pode trazer benefícios importantes à sua saúde, fazendo com que você viva por mais tempo e com mais qualidade.

E ao contrário do que muita gente imagina, esses alimentos não são caros ou difíceis de serem encontrados. Na verdade, muitos deles podem ser consumidos na nossa dieta diária e trazem grandes benefícios, ajudando a nos protegermos de patologias como diabetes, hipertensão, obesidade e problemas do coração.

Então, que tal deixar de lado os velhos hábitos, rever as suas prioridades e começar a comer o que faz bem para a sua saúde? Para ajudá-lo a levar adiante essa mudança de vida, listamos aqui alguns alimentos que têm o poder de fazer as doenças passarem longe. Confira!

A importância de uma alimentação saudável

A relação entre a forma como nos alimentamos e as enfermidades que o nosso corpo apresenta é maior do que você imagina. Por isso é fundamental saber escolher quais alimentos farão parte do cardápio e quais devem ser evitados.

De fato, a alimentação é um dos pilares na conquista de uma vida saudável e, aliada à prática de atividade física, pode evitar o aparecimento e o agravamento de inúmeras doenças. Dentre elas, podemos citar:

  • hipertensão;
  • diabetes;
  • enxaqueca;
  • câncer;
  • problemas renais;
  • problemas cardíacos;
  • Alzheimer;
  • AVC;
  • osteoporose.

Em contrapartida, alimentos muito gordurosos e ricos em açúcar, frituras, embutidos e enlatados devem ser retirados da dieta. Os industrializados são os principais “vilões”, afinal eles contêm doses elevadas de açúcar e de sódio, além de inúmeros aditivos químicos como aromatizantes e estabilizantes que, a longo prazo, podem trazer problemas de saúde sérios, interferindo no bom funcionamento do nosso organismo.

Um exemplo é o nitrato, composto presente em muitos industrializados. Essa substância, quando em contato com os ácidos do nosso estômago, se transforma em nitritos. Esses, por sua vez, se unem à amina (composto derivado da amônia e presente naturalmente no nosso organismo), formando as nitrosaminas, um componente químico potencialmente cancerígeno.

Se consumirmos em excesso alimentos com nitrato, as chances de desenvolvermos algum tipo de câncer aumentam, colocando a nossa saúde e nossa longevidade em risco.

Ter uma alimentação equilibrada e com boas doses de frutas, verduras e vegetais pode trazer muitos benefícios como:

  • a melhora na qualidade do sono;
  • o fortalecimento do sistema imunológico;
  • a melhora no humor;
  • a redução da ansiedade e do estresse;
  • o funcionamento adequado do intestino;
  • o aumento da capacidade de concentração;
  • perda de peso.

Os 15 alimentos que previnem doenças

Assim como existem alimentos “vilões” que devem ser evitados ou consumidos com moderação, como é o caso dos industrializados, também existem aqueles “amigos” da nossa saúde. Veja abaixo os principais e comece a incluí-los hoje mesmo na sua rotina alimentar.

1. Cebola

Não é novidade que a cebola faz bem para o coração. Ela controla os níveis de colesterol ruim e contém flavonoides e antioxidantes, que ajudam a reduzir a gordura presente nas artérias.

Além disso, a quercetina encontrada na cebola ajuda na prevenção da inflamação crônica que causa a aterosclerose. Por isso seu consumo é tão recomendado na prevenção de derrames.

A cebola também é anti-inflamatória, bactericida, rica em vitaminas C e do complexo B, além de conter boas doses de potássio, sendo um dos alimentos que mais ajudam no controle da pressão arterial.

2. Abacate

Essa fruta, apesar de calórica, é uma grande aliada do sistema cardiovascular, pois é rica em glutationa (antioxidante) e em ômega 9. Além disso, ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim (e aumentar o bom colesterol), reduz a compulsão por doces e atua como anti-inflamatório, combatendo infecções.

Os benefícios para a saúde não param por aí, pois o abacate ainda é rico em ácido fólico, vitaminas C e E, ferro e fósforo.

3. Maçã

Tão conhecida por todos nós, essa fruta está associada à prevenção de diabetes e do desenvolvimento de células cancerígenas. Inclusive, sua casca possui propriedades antioxidantes que ajudam a combater o câncer de mama.

Ela ainda ajuda a normalizar os níveis de açúcar do sangue, faz bem para o coração, fortalece o sistema imunológico e é ótima para a desintoxicação e limpeza dos rins, devido à presença de fibras e propriedades anti-inflamatórias.

4. Batata

A batata é uma grande amiga dos rins, pois é fonte de amido de milho, magnésio, potássio, fósforo, cálcio e vitaminas B e C. Esses componentes ajudam no fortalecimento renal, auxiliam na eliminação de cálculos e atuam na purificação desse importante órgão.

Além disso, ela faz bem para o cérebro e para a pele, sendo uma alternativa para quem deseja evitar a hipertensão. E, para os estressados, temos uma boa notícia: a batata produz ácido gama-aminobutírico (GABA), um hormônio que reduz os níveis de estresse e ajuda o cérebro a relaxar.

5. Alho

O alho é famoso na medicina natural pela sua quantidade de propriedades que auxiliam na prevenção de doenças, sendo considerado um verdadeiro superalimento!

Seu consumo evita o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, já que ele possui ajoene — um antioxidante natural com capacidade anticoagulante. Também é rico em vitaminas essenciais no combate à anemia, na depuração do fígado e no controle da obesidade. Consumi-lo frequentemente ainda ajuda a reduzir o risco de câncer de próstata.

6. Vegetais de cor verde escura

Quem sofre de enxaqueca e fortes dores de cabeça pode apostar no consumo de brócolis, rúcula, agrião e outros vegetais de cor verde-escuro.

Isso porque esses alimentos são ricos em vitaminas C, K, A, e do complexo B, além de outros nutrientes, como ácido fólico, magnésio, ferro, cálcio, fósforo e potássio. Além disso, eles podem prevenir o câncer e o acidente vascular cerebral (AVC).

7. Nozes e castanhas

Quer evitar a osteoporose? Aposte no consumo de nozes e castanhas! Esses alimentos têm alta concentração de ômega 3 de origem vegetal, que são muito eficazes em proteger os ossos.

As nozes e os variados tipos de castanhas (amendoim, pistache, amêndoas) ainda possuem muito cálcio em sua concentração e são ricos em gordura saudável insaturada. Elas têm também muitas fibras e proteínas, sendo ótimas fontes de resveratrol, um fitonutriente com propriedades anti-inflamatórias e anticancerígena.

8. Suco de uva integral

Um bom amigo do coração é o suco de uva integral. Rico em reveratrol e outros flavonoides, a bebida é um poderoso antioxidante e ainda atua como um anti-inflamatório natural.

Beber regularmente o suco de uva ajuda a evitar a formação de gordura nos vasos sanguíneos. Como se não bastasse, o suco também ajuda a reduzir os níveis do mau colesterol e pode ter um papel importante na prevenção do câncer, na redução da incidência de doenças neurológicas, pulmonares e até no envelhecimento precoce.

Como a uva é rica em vitaminas do complexo B, também existem evidências de que ela pode colaborar para melhorar o humor, funcionando como um antidepressivo natural.

Mas é claro que para conseguir todos esses benefícios é importante optar pelo suco de uva integral, sem açúcares e aditivos. Também não vale consumir o suco feito com o néctar, que possui mais açúcares do que a fruta em si.

9. Cúrcuma

Em alguns lugares, a cúrcuma pode ser chamada de “açafrão da terra” e é muito comum ser usada como tempero. Esse alimento possui compostos anti-inflamatórios capazes de inibirem a morte de neurônios e ainda auxiliar na regeneração dessas células, sendo, portanto, um bom aliado na hora de prevenir o Mal de Alzheimer e as demências causadas pela idade.

A cúrcuma ainda pode aumentar a disponibilidade de determinados neurotransmissores, como a serotonina, sendo capaz de combater e evitar a depressão e melhorar o sono. É possível usar o açafrão em pó para preparar vários pratos, como carnes, legumes e até incluí-lo na receita do arroz.

10. Tomate

Fonte de licopeno, o tomate é um importante aliado no combate ao câncer, principalmente de próstata. Ingerir o tomate em salada ou em molhos ao menos uma vez por semana já pode reduzir em até 40% as chances de vir a desenvolver a doença.

Além disso, o tomate também pode ajudar a diminuir as chances de sofrer um acidente vascular cerebral, AVC, devido à ação do licopeno. Você poderá consumir o tomate in natura em saladas ou usá-lo no preparo de molhos e de outros pratos. Mesmo quando refogado, o licopeno continua ativo.

11. Aveia

A aveia é um dos alimentos mais completos que existe. Para quem sofre com colesterol alto, consumi-la com frequência pode ajudar, graças à ação da fibra beta glucana, capaz de auxiliar a controlar os níveis do mau colesterol no organismo, evitando complicações sérias como AVC e ataques cardíacos.

Outro benefício dessa fibra é que ela auxilia no controle da pressão sanguínea porque melhora a saúde cardiovascular. Esse benefício também se deve aos altos níveis de ômega 3, potássio e outras fibras solúveis que ajudam a “limpar” as artérias.

Com um bom aporte de fibras, a aveia também ajuda a regular o funcionamento do intestino, além de contribuir para o emagrecimento, pois aumenta a sensação de saciedade.

12. Azeite de oliva

O azeite de oliva é outro superalimento que ajuda a prevenir e combater vários problemas de saúde. Ele atua inibindo a síntese do mau colesterol (LDL), combatendo os radicais livres e auxiliando a coagulação sanguínea, graças às boas taxas de vitamina K.

Consumir o azeite com regularidade ainda pode ajudar a proteger o organismo contra doenças cardiovasculares e reduzir as chances de desenvolvimento de câncer, principalmente nas mulheres.

Mas, atenção, é importante que o azeite seja virgem ou extravirgem e usado de preferência cru, para temperar saladas ou sobre outros alimentos.

13. Chia

Essa sementinha, apesar de pequena, é poderosa, já que é rica em ômega 3, capaz de prevenir as doenças inflamatórias, em especial as do coração. A chia também possui bons níveis de fibras, proteínas e ferro, ajudando a melhorar o funcionamento do intestino e a aumentar a sensação de saciedade.

Outro benefício é que ela auxilia a combater doenças crônicas, já que ajuda a inibir a resistência à insulina, uma condição que pode causar síndrome metabólica e até diabetes.

14. Couve

Não é à toa que a couve está presente em várias receitas de saúde e de beleza. Barata e fácil de encontrar, ela é rica em glicosinolatos, um fitoquímico natural que possui ação desintoxicante, estimulando o nosso organismo a eliminar substâncias tóxicas e também capaz de fortalecer o sistema imunológico.

Mas não para por aí. A couve é rica em uma infinidade de vitaminas e minerais que, aliados a esses fitoquímicos, favorecem a absorção de vários nutrientes, em especial o cálcio, evitando problemas como a osteoporose, e também o ferro, auxiliando a recuperação em casos de anemia.

Além de tudo isso, a couve também possui altos níveis de magnésio, responsável pelo relaxamento da musculatura e da melhora do humor, e de vitamina K. Esse alimento é capaz de ajudar a manter o cérebro jovem e ainda tem ação cicatrizante e anti-inflamatória.

15. Linhaça

A linhaça possui inúmeros benefícios, como auxiliar no funcionamento do intestino e do sistema digestivo, melhorar a pele e reduzir os sintomas ligados à TPM. Tudo isso porque o grão é rico em ômega 3 e lignanas.

Além disso, a linhaça também é fonte de magnésio, fósforo, potássio e fibras que ajudam a controlar os níveis de glicose, combatendo as diabetes e protegendo a saúde do coração.

É possível encontrar dois tipos de linhaça: a dourada e a marrom. Porém não existem diferenças nutricionais significativas entre elas. A linhaça pode ser consumida in natura, germinada ou em massas de pães e salgados.

Como você viu, existem vários alimentos que previnem doenças, ajudando a oferecer uma boa quantidade de minerais, vitaminas e outros nutrientes essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo.

Quanto mais natural, colorida e diversificada for a sua alimentação, maiores as chances de você proteger a sua saúde e aumentar a sua longevidade, com qualidade de vida e bem-estar.

Depois de ler este conteúdo, você já pensa em incluir no seu cardápio os alimentos que previnem doenças? Se você gostou deste post, aproveite e assine a nossa newsletter para receber mais dicas como esta diretamente no seu e-mail, além de ficar atualizado sobre todas as nossas postagens!

s!

Últimas Notícias

Dicas