Controle sua mente e passe longe da fome emocional

A maioria das pessoas come demais em resposta às emoções.  Isso é chamado de “fome emocional”. Esse comportamento é comum. E se você, frequentemente, se comporta assim, pode ter um ganho de peso significativo. Se você, por um longo tempo tem usado a comida para lidar com suas emoções, pode ter dificuldade em determinar quando está fisicamente com fome. A chave para lidar com as emoções/sentimentos é tomar consciência deles e saber que é possível controlá-los, em vez de ser controlado por eles.

Infelizmente, desde o nascimento, aprendemos a alimentar nossas emoções com a comida.   Por   exemplo, quando um bebê é amamentado, além da nutrição, na maioria dos casos, ele também recebe amor, conforto, confiança, segurança, etc.  Assim, nos primeiros  estágios da vida, aprendemos inconscientemente a associar a comida a esses sentimentos.

Da mesma forma, quando uma criança se machuca ou se sai bem na escola ela, muitas vezes, ganha um doce, um pirulito, um picolé ou outra gulodice. Então, crescemos aprendendo a usar a comida para alimentar nossas emoções, bem como para consolar a dor ou como recompensa por um trabalho bem feito. A maioria de nós não percebe o papel emocional gigantesco que a comida tem em nossas vidas.

Não deixe a comida controlar você

Muitas vezes comemos quando estamos entediados, estressados, tristes, cansados, solitários, com raiva e, até mesmo, quando estamos felizes. Quando foi a última vez que foi a uma festa na qual não havia comida? A sociedade nos ensinou a celebrar tudo com a comida, sejam festas, reuniões de negócios, eventos sociais e até mesmo funerais. Então, como vamos nos alimentar conscientemente se desde a infância aprendemos a alimentar nossas emoções com a comida?

Quando comemos para alimentar nossas emoções, criamos um “estado de bem-estar” temporário. No entanto, o comer compulsivo ou emocional provoca: sentimentos cada vez mais desconfortáveis, aumento de peso e potencialmente baixa autoestima.

É vital aprendermos a “comer para viver e não viver para comer”!

Compulsão alimentar: saiba como lidar

Um dos métodos eficientes que criamos em nosso programa “Minha Mente no Controle da Comida”, para lidar com a compulsão alimentar, além da conscientização é a meta 80/20: 80% do tempo comer o que o seu corpo precisa para ter saúde, e 20% do tempo comer o que você deseja.

Quando as pessoas entendem a diferença entre a fome emocional e a fome física e se conscientizam de que existe um meio de comer saudável, com a permissão de comer o que desejam, de vez em quando e em quantidades pequenas, sem causar sérios danos a sua saúde, na maioria dos casos, elas conseguem lidar com sua compulsão alimentar.

Como a compulsão alimentar, na maioria dos casos é uma fome emocional, quando a pessoa se dá a permissão de comer de vez em quando o que deseja em quantidades pequenas, buscando alimentar seu corpo o que necessita para ser saudável 80% do tempo, não terá que enfrentar uma guerra interminável com o subconsciente, que resiste e dificulta qualquer mudança.

Últimas Notícias

Saúde