Guia prático: aprenda como emagrecer com saúde e qualidade de vida

Buscar uma mudança para o corpo nem sempre tem a ver com a questão estética. O corpo humano tem necessidades que demandam hábitos mais adequados e um estilo de vida regrado. Emagrecer com saúde é necessário para atingir bons resultados.

Para isso, é importante atentar para basicamente três fatores importantes: fazer uma mudança completa na maneira de se alimentar, exercitando uma consciência maior em torno disso, entender a importância da prática de atividades físicas, especialmente em longo prazo, e manter a mente equilibrada, alinhada com o corpo.

Neste post, você vai saber como o processo de emagrecimento é mais complexo e pode ser mais benéfico do que você imagina. Confira!

Emagrecendo de forma saudável

A busca por uma autoimagem que seja satisfatória é uma demanda quase que universal. A questão estética é uma preocupação muito grande e importante para a sociedade moderna, e muito disso está ligado a padrões de beleza exigentes e praticamente impossíveis de serem atingidos em sua totalidade.

Essa cobrança acaba levando a uma condução errada da busca por perder peso. Dietas mirabolantes e que não focam a saúde em longo prazo fazem muitos adeptos, que constantemente caem no famoso efeito sanfona. Isso acontece porque o processo de emagrecimento é muito mais profundo do que se pensa.

A melhora da parte estética é apenas uma consequência quando se está preocupado em emagrecer com saúde. Naturalmente, se há a perda de gordura acumulada, a tendência é a pessoa ter uma silhueta mais esbelta. Porém, será que é só isso que deve importar? O real conceito e importância de perder peso deve estar ligado ao principal fator: saúde.

O acúmulo de gordura no corpo tem consequências que vão muito além da aparência. O quadro de sobrepeso traz mais do que insatisfação, mas também uma série de riscos iminentes ao organismo.

Os efeitos em órgãos vitais

Um corpo com excesso de gordura é quase como uma bomba relógio. O desenvolvimento dessa situação coloca em risco os principais órgãos, que precisam enfrentar maiores dificuldades para realizarem o seu funcionamento normal. Esse esforço excessivo pode ter consequências mais graves.

coração é de extrema importância para a sobrevivência, e sofre com as consequências do sobrepeso. Sua potência acaba sendo reduzida na hora de bombear o sangue, assim como as artérias também enfrentam entupimentos devido ao acúmulo de gordura nas paredes de sua estrutura.

Já no fígado, o problema de gordura nas células do órgão pode ter como consequência uma inflamação que tende a evoluir para problemas mais graves, até mesmo chegando a um quadro de câncer.

Entendendo as necessidades de mudança de comportamento

Emagrecer com saúde envolve muito mais do que um simples momento breve em que a prática de exercícios e uma alimentação sem calorias será adotada. Um período restritivo não basta para ter resultados realmente relevantes.

Uma mudança temporária trará apenas resultados proporcionais, e muito ligados à questão estética. O grande foco deve ser em conseguir realmente uma virada permanente. É necessário mudar seu estilo de vida, adotando uma nova abordagem em tudo o que envolve sua saúde.

O emagrecimento só será um processo completo e com resultados satisfatórios a partir do momento em que houver um entendimento adequado sobre vários fatores, como a alimentação.

A pessoa que quer ter um estilo de vida mais saudável deve estar disposta a mudar todo seu comportamento, e isso passa por fatores importantes, como a compreensão a respeito da alimentação. Muitas vezes, por exemplo, o sobrepeso está ligado a fatores como o estresse, que podem desencadear problemas como a compulsão alimentar.

Desse modo, hábitos alimentares ruins estão frequentemente ligados à ideia errada do prazer em comer, quando, na verdade, o primeiro pensamento deve relacionar a alimentação à reposição de nutrientes necessários ao corpo. Há alguns passos importantes que devem ser seguidos para conseguir alcançar a mudança completa de pensamento e comportamento. Veja os principais a seguir:

Pratique a alimentação consciente

As rotinas aceleradas e o estilo de vida contemporâneo baseado no dinamismo e na pressa impedem que um momento simples, como a refeição, seja feito de forma adequada. Assim, não é possível ter a atenção necessária na hora de comer.

Sem a consciência adequada, não é possível atentar ao que está sendo consumido, às quantidades de comida, e se realmente aquilo já chegou ao nível de saciedade. Em algum momento, você já se pegou comendo simplesmente por comer? Essa é uma situação corriqueira e que marca hábitos alimentares ruins.

Desenvolver uma consciência alimentar é estar sempre atento ao que está sendo consumido. Você realmente precisa comer aquilo, naquele momento e na quantidade que colocou? Você realmente está com fome? É preciso ter mais atenção a esses costumes para conseguir emagrecer com saúde. Somente dessa forma, você será capaz de ter total controle sobre seus hábitos alimentares, os tornando mais saudáveis.

Opte por alimentos naturais

A indústria alimentícia consegue atender às demandas da sociedade de forma precisa. O pouco tempo para se dedicar a cozinhar e a demanda por alimentos pouco saudáveis, mas saborosos são algumas dessas necessidades que o mercado atende. Cabe a você saber fazer a escolha mais adequada.

Uma base alimentar saudável é composta por alimentos de origem natural, sem agrotóxicos, açúcares e que dispensa processos industrializados, em que conservantes e outros ingredientes altamente prejudiciais ao nosso organismo são utilizados.

consumo responsável de alimentos ajuda a natureza a sempre oferecer seus bens renováveis, prezando pela sustentabilidade na retirada desses itens.

Proporcione novas experiências ao seu paladar

Muito dos hábitos alimentares ruins está ligado à rejeição de novas propostas alimentares. Algumas pessoas não conseguem se desligar das carnes, pois acreditam que elas são indispensáveis para a saúde. No entanto, essa é uma ideia totalmente equivocada. Elas podem ser substituídas por proteínas de origem vegetal, que, além de saudáveis, são gostosas.

Novos hábitos que proponham uma mudança geral demandam uma visão adequada em relação à comida. A predisposição a experimentar alimentos saudáveis deve ser desenvolvida, pois isso possibilitará uma realidade diferente e indispensável na busca por emagrecer com saúde.

Tendo isso em vista, é preciso repensar a necessidade de alimentos de origem animal, de gorduras e do açúcar, que é algo tão prejudicial à saúde. Eles são inimigos de uma alimentação saudável, e tudo que trazem de importante ao corpo pode ser substituído por opções naturais.

Fuja do estresse

estresse é uma reação comum do nosso corpo, que acontece quando somos expostos a situações de alto risco. Esse momento faz com que o organismo trabalhe de uma forma diferente, liberando muito açúcar no sangue, o que, por si só, já é algo que influencia o peso.

Entretanto, o mecanismo de defesa do corpo humano não sabe diferenciar momentos de alto nível de estresse. Por exemplo, quando há risco de vida, ou aquelas ocasiões comuns do dia a dia, ocasionadas por problemas no trabalho, excesso de compromissos e questões familiares.

Essa descarga de açúcar constante no sangue acaba sendo algo excessivo, simplesmente porque ele não é consumido, já que as situações de estresse não são graves o suficiente. A recorrência desse quadro tende a resultar em um sobrepeso.

Outro fator muito importante é sobre como os sintomas do estresse influenciam a vontade de comer. Essa condição tem entre suas principais características o despertar de um desejo de consumir alimentos calóricos, especialmente, aqueles que contenham açúcar: bolos, chocolates, balas e muitos outros.

Diante disso, é possível perceber como a mudança de comportamento também envolve a busca por um maior equilíbrio ao lidar com situações comuns ao dia a dia. Evitar o estresse é uma demanda importantíssima para a manutenção do peso. Ainda que você seja adepto de um estilo de vida adequado e tenha uma alimentação saudável, viver estressado pode ter consequências negativas ao corpo.

Compreendendo como a prática de exercícios físicos é importante

Emagrecer com saúde requer alguns esforços que vão além da alimentação. Uma mudança completa e que tende a ter resultados positivos em longo prazo também depende da prática de exercícios. Manter o corpo ativo é fundamental para preservar seu bom funcionamento por mais tempo, além de contribuir para a queima de calorias.

Há diversas possibilidades de práticas de exercícios físicos, prontas para atender a necessidades específicas ligadas à realidade de cada pessoa. Uma atividade não deve ser um martírio, ainda que algumas exijam o esforço físico.

As rotinas muito atarefadas podem ser uma desculpa para a falta de tempo para se exercitar, mas há possibilidades cada vez mais amplas e que podem ser encaixadas dentro de agendas cheias. Basta haver o entendimento de quão importante é manter-se bem-disposto e em movimento.

As pessoas também podem ter limitações físicas e históricos que façam com que algumas práticas não sejam recomendadas. Mesmo diante dessas restrições, é possível encontrar uma atividade que possa ser praticada sem nenhum tipo de risco à saúde.

Essas limitações podem estar muito ligadas à idade, o que é totalmente coerente. É justamente por isso que há divisões entre atividades de alto impacto e de baixo impacto. Cada grupo de pessoas é direcionado para uma prática específica, sempre recomendada por um médico e supervisionada por um profissional de educação física.

Entenda o impacto do sedentarismo na saúde

Há uma grande preocupação com o que se come como forma de manutenção do peso. Realmente, evitar alimentos prejudiciais à saúde e buscar alternativas naturais, que ofereçam nutrientes e que sejam menos calóricas é uma atitude importante e que faz muita diferença. Porém, emagrecer com saúde e obter o bem-estar geral não se limita a isso.

sedentarismo é um problema grave e que afeta uma parcela enorme da população do Brasil. Segundo a ONU, anualmente, 300 mil pessoas morrem no país em decorrência desse quadro, que abre espaço para uma série de doenças. A obesidade é uma delas e, diferente do que se pensa, não está ligada apenas a um distúrbio alimentar. A prática de exercícios tem um papel fundamental na manutenção da saúde.

É importante que haja a conscientização de que, sem a adoção de atividades físicas, a dieta não vai funcionar como deveria. Além disso, não será possível alcançar um estilo de vida verdadeiramente saudável e capaz de sustentar um peso desejado.

O ideal é que o replanejamento alimentar — por meio da mudança de hábitos e do entendimento do papel da comida — seja feito paralelamente à prática de atividades físicas. Dessa maneira, além de ingerir menos calorias, é possível manter o corpo ativo, afastando a incidência de doenças e obtendo a manutenção da condição física, também relacionada à parte estética. Unir esses fatores é um grande passo para emagrecer com saúde.

Antes de tudo, o sedentarismo é um fenômeno social, muito marcado pela maneira como as pessoas têm se relacionado com as tecnologias e os recursos aos quais têm acesso atualmente. É difícil, por exemplo, abrir mão de um elevador para subir um prédio de escada, não é mesmo? Após um longo dia de trabalho, é mais fácil assistir a uma série do que correr 30 minutos, certo?

Além de ser mais desgastante e estressante, o estilo de vida contemporâneo também oferece uma série de atrativos que substituem atividades que, antigamente, eram encaradas como divertidas. Entretanto, ainda é possível se animar para manter o corpo ativo e praticar um exercício. Há uma infinidade de possibilidades que podem fazer bem tanto para o corpo, quanto para a mente.

Saiba mais sobre exercícios aeróbicos e de hipertrofia

Os exercícios físicos, além de terem como função principal a busca por um nível maior de atividade ao corpo e a fuga do quadro de sedentarismo, também têm papel fundamental para atingir o objetivo de emagrecer com saúde. A perda de peso e o fortalecimento muscular são duas necessidades que, primeiramente, podem ser entendidas como de ordem estética, mas que têm grande ligação com a saúde.

Há basicamente duas linhas de exercícios que entregam resultados diferentes: os aeróbicos e os de hipertrofia, que são aqueles que colaboram para o aumento da massa muscular. De uma certa forma, cada um deles depende do que o praticante pretende alcançar em um primeiro momento, mas ambos podem ser combinados em longo prazo.

Diferente do que muitas vezes se propaga por falta de informação, atividades aeróbicas e de hipertrofia não causam um conflito. Pelo contrário, elas podem ser feitas paralelamente, com o alcance de resultados positivos. De qualquer forma, para que elas sejam combinadas de forma eficiente, é indispensável a supervisão e a orientação de um profissional de educação física.

Inicialmente, na busca por emagrecer com saúde, os exercícios aeróbicos são de grande importância para a queima de gordura. Eles também são fundamentais porque trabalham o corpo de uma forma mais completa, e isso faz deles grandes aliados na busca do afastamento do quadro de sedentarismo.

Do outro lado, os exercícios de hipertrofia são importantes para a parte estética, mas também para o fortalecimento muscular. Ir à academia para malhar não é só uma atividade voltada para quem quer melhorar sua autoimagem. Esse trabalho é de grande importância em longo prazo e favorece muito quem precisa lidar com rotinas muito movimentadas, pois aumenta a resistência.

O mais importante na decisão por adotar um ou ambos os exercícios é fazer isso sob orientação de profissionais preparados. Antes mesmo de saber o que você vai fazer, procure um médico para ter uma ideia de como anda sua saúde. Diante dos resultados de alguns exames, será possível avaliar suas condições e, assim, conseguir um aval para atividades.

Exercícios como uma caminhada ou uma corrida diária podem ser feitos sem supervisão, apenas com a orientação do médico. Apesar disso, outras práticas, especialmente aquelas feitas em academias, são coordenadas por professores que saberão orientar adequadamente a execução. É importante ter respeito às recomendações, já que parte de pessoas preparadas para tal.

Buscando o equilíbrio entre corpo e mente

Para ter um corpo desejado e emagrecer com saúde, antes, você deve preparar a sua mente. A maneira como você encara sua rotina, como você conhece seu corpo e como pensa a sua alimentação fazem muita diferença dentro de um processo de busca de perda de peso.

O foco é uma parte muito importante para que uma dieta funcione. Quando há a necessidade de repensar hábitos e aceitar uma nova condição, muito ligada à alimentação, é preciso saber, por exemplo, o que cada refeição significa, e a importância de aproveitar esse momento de forma completa.

Alguns momentos do cotidiano também nos colocam em situações nas quais sentimentos diversos são despertados. Tristeza, euforia, cansaço e ansiedade são alguns que, caso não haja um cuidado e autoconhecimento, podem ser gatilhos para a comida.

A proposta de alinhar corpo e mente é obter o foco necessário para se manter educado quanto à alimentação e controlar sentimentos que possam despertar vontades de compensar situações com comida. Para isso, você precisa saber sobre mindfullness, autoconhecimento e meditação.

A meditação

A meditação é muito importante para chegar a um nível de autoconhecimento importante. Quando o assunto é emagrecer com saúde, essa prática se torna ainda mais relevante. O grande foco aqui será nas necessidades do corpo, e a meditação ajuda a encontrar um equilíbrio que afasta os pensamentos dos excessos e do hábito de comer para satisfazer ansiedades.

Desse modo, fica mais fácil obter uma percepção cada vez mais clara sobre as suas necessidades. Meditar é de grande ajuda para saber, de fato, quando você sente fome e quando quer comer apenas por desejo, ou por impulso gerado por outros sentimentos, como o alto estresse e a raiva.

Outro importante fator positivo da prática da meditação é no combate ao estresse. Você já leu neste post como o corpo reage liberando açúcar na corrente sanguínea quando se vê nessa situação, não é mesmo? Esses níveis altos de glicose estão contidos no cortisol, que é um hormônio utilizado para controlar as reações em momentos de alta tensão.

Na verdade, o que é liberado no sangue é o cortisol e, nele, o açúcar é encontrado. Quando o estresse é controlado, então, as chances de esse processo acontecer são menores. Ou seja, são reduzidas as situações em que a corrente sanguínea receberá essas descargas de açúcar em excesso, o que diminui a retenção e, automaticamente, evita o ganho de peso.

A meditação é eficientes na redução de estresse, agindo diretamente no controle da liberação de cortisol pelo corpo. Portanto, quanto mais a meditação é praticada, melhor é o controle da liberação desse hormônio, evitando o estresse e o ganho excessivo de peso.

O mindfullness

A técnica de mindfullness tem uma proposta bem clara: para cada atividade feita durante o dia, toda a atenção e concentração deve ser designada. Esse desenvolvimento proporciona ganhos na redução da ansiedade, na concentração e desenvolvimento de tarefas no ambiente corporativo e, principalmente, na hora de se alimentar.

Com a continuidade da prática de mindfullness, é possível ter grandes ganhos na proposta de emagrecer com saúde. Ao comer, nem sempre a sensação de saciedade fica clara, mesmo que seu organismo já tenha a quantidade de comida necessária para seu funcionamento adequado.

Faça uma reflexão: quantas vezes você já fez uma refeição pensando em muitas outras coisas, menos na atividade em que você está envolvido naquele momento? Se concentrar no simples ato de comer proporciona ganhos muito importantes para a alimentação.

Se você é capaz de dedicar todo seu foco à refeição, será capaz de sentir melhor o gosto dos alimentos, entender como seu estômago está sendo preenchido e, principalmente, compreender o momento em que você se sente saciado. O mindfullness também é um grande aliado para evitar a alimentação por impulso, quando sentimentos são associados a uma suposta fome.

Outro importante benefício que o mindfullness oferece é na correção do hábito de comer com pressa. O tempo é algo muito valioso, mas momentos tão importantes como as refeições devem ser valorizados. Ao apressar isso, além de perder a noção de saciedade, também há uma piora no processo digestivo. Com isso, o organismo fica com sua capacidade de processar e absorver nutrientes prejudicadas, o que é negativo para quem busca emagrecer com saúde.

A estética é algo muito importante e, muitas vezes, pode ser o grande fator de motivação para a busca por emagrecer. Entretanto, é importante ter a consciência de que a perda de peso envolve muito mais do que um corpo que satisfaça o conceito de autoimagem.

Emagrecer com saúde envolve uma melhor consciência alimentar e a importância de adotar uma dieta natural, trocando alimentos de origem animal e gordurosos por outros saudáveis e que ofereçam os nutrientes necessários ao corpo. Além disso, os exercícios físicos são fundamentais e devem ser combinados com os hábitos alimentares saudáveis.

Mudar o comportamento e conceitos sobre o estilo de vida é parte do processo de alcançar um status saudável. Se você está buscando isso, entre contato conosco e saiba mais sobre como podemos te ajudar nesse processo.

Últimas Notícias

Saúde