Pressão alta: como identificar os sintomas e manter a doença longe

Tem sentido tonturas e dores constantes na nuca? Então, fique atento! Você pode estar sofrendo de pressão alta. Conhecida como uma doença silenciosa e sem cura, a pressão arterial alta só dá sinais quando já está em estado avançado. Você sabia? Suas causas estão relacionadas a questões que vão desde a alimentação inadequada e herança genética até o sedentarismo. Embora não possa ser curada, a pressão alta pode ser controlada por meio de remédios e mudança de hábitos. Quando não é tratada corretamente, no entanto, pode levar a complicações mais graves. Quer saber como evitar? Então, continue a leitura!

Como identificar o quadro: 5 sintomas da pressão alta

Dores de cabeça

Também chamada de cefaleia, a dor de cabeça é um dos sintomas mais frequentes da pressão alta. No geral, ela aparece nas primeiras horas da manhã e vai desaparecendo no decorrer do dia. Quando ocorre um quadro de hipertensão, a contração das artérias passa a ser maior, o que gera dor (que é mais intensa na região occipital — atrás da cabeça). Dependendo das características do paciente, o incômodo pode ser mais ou menos moderado.

Sonolência e confusão mental

Em situações nas quais a hipertensão está evoluindo rápido, a tendência é que a pessoa sinta muita sonolência e confusão mental, que se caracteriza pela lentidão de pensamento e a falta de clareza. Além disso, pode haver uma sensação de desorientação. O quadro acarreta dificuldades ao tomar decisões rapidamente, lembrar-se de memórias recentes ou antigas e concentrar-se em atividades cotidianas.

Problemas de visão

Conforme a pressão vai aumentando, há o comprometimento dos vasos da retina. O resultado é o surgimento de lesões que podem prejudicar os vasos de maneira séria, causando a visão dupla, desfocada e trêmula. O paciente que sofre de hipertensão persistente e acentuada, mas não se submete ao tratamento apropriado, pode desenvolver a cegueira irreversível.

Enjoo e tontura

Conforme você já sabe, os hipertensos podem ter dor de cabeça com frequência e, consequentemente, desencadear os enjoos e a tontura. Tais sinais podem ser observados ao mesmo tempo, provocando um grande mal-estar. Outra razão para esses sintomas é o comprometimento da circulação sanguínea cerebral: os vasos sanguíneos se contraem de acordo com a elevação da pressão arterial. Essa alteração traz as dores de cabeça, tonturas e zumbido.

Insuficiência renal

A alta da pressão causa um bombeamento acelerado do sangue e, esse excesso de força, causa lesões nos vasos dos rins. Há casos em que a hipertensão só é diagnosticada quando os rins já estão bastante comprometidos. O tratamento equivocado pode levar à insuficiência renal crônica e à falência renal.

Como eliminar as chances de desenvolver a patologia?

Você sabia que, com uma boa mudança de hábitos, é possível proteger o seu corpo e evitar a hipertensão, além de todos os males que a doença pode causar? Isso mesmo! Aqui vão algumas dicas preciosas para você: primeiro, diminua o consumo de sal. Isso porque ingerir muito sal pode aumentar a retenção de líquidos e levar à pressão arterial. Outra importante dica é adicionar amêndoas e nozes ao seu cardápio diário. Esses dois alimentos são fontes de vitamina E e magnésio — antioxidantes naturais que ajudam a prevenir a hipertensão e doenças cardíacas. Além disso, combine atividades físicas, boas noites de sono e evite o consumo exacerbado de bebida alcoólica.

Você também pode se interessar por:

5 chás anti-inflamatórios poderosos no combate às inflamações

Conheça 5 alimentos que ajudam a combater o estresse

7 alimentos que ajudam a controlar a pressão alta

 

Últimas Notícias

Saúde