Saiba por que a atividade física desacelera o envelhecimento

Devido à aquisição de hábitos mais saudáveis e ao avanço da medicina, a expectativa de vida das pessoas no Brasil tem ultrapassado os 70 anos de idade. No entanto, o envelhecimento é um assunto que ainda preocupa muita gente, pois algumas mudanças são inevitáveis e, com o passar dos anos, elas começam a acontecer.

Porém, ao contrário do que muitos pensam, envelhecer pode ser uma experiência positiva, desde que associada a hábitos saudáveis e à prática regular de exercícios físicos — afinal, a atividade física desacelera o envelhecimento.

Por isso, no artigo de hoje vamos mostrar a você que se manter ativo fisicamente pode ser um elemento-chave para a longevidade e qualidade de vida. Acompanhe!

Influência da atividade física sobre a longevidade

Ter uma vida longa e saudável é o desejo de muitas pessoas. No entanto, é inevitável que o processo de envelhecimento ocorra, uma vez que esse fenômeno biológico é natural.

O que muitos não sabem é que existem alguns fatores que podem contribuir para desacelerar o envelhecimento, como manter uma dieta saudável e balanceada, dormir 8 horas por dia e, principalmente, exercitar-se regulamente.

Recentemente, um novo estudo foi publicado na revista Preventive Medicine, comprovando que, quanto mais as pessoas se exercitam, menos as células envelhecem. A pesquisa concluiu que os indivíduos ativos possuem marcadores biológicos de idade que chegam a ser até nove anos a menos em relação às pessoas que levam uma vida sedentária.

Assim, se uma pessoa tem 45 anos de idade, isso não significa que ela tenha 45 anos biologicamente. Isso porque a prática regular de exercícios físicos de alta intensidade pode retardar o processo de envelhecimento das células no corpo humano.

Para alcançar esse resultado, os cientistas estudaram o comprimento dos telômeros de aproximadamente 6 mil pessoas. Essa estrutura é uma sequência de DNA situada nas extremidades dos cromossomos.  Cada vez que uma célula se divide, os telômeros vão se encurtando, resultando no envelhecimento.

Os voluntários responderam um questionário informando se praticavam ou não atividade física e com qual intensidade. Os pesquisadores verificaram que as pessoas sedentárias tinham os telômeros mais curtos, apresentando um maior envelhecimento celular. Já nas pessoas que praticavam alguma atividade física mais intensa, os telômeros eram mais longos, ou seja, elas envelheciam mais lentamente.

Além disso, segundo o estudo, não há diferença significativa entre os telômeros de quem pratica atividades leves e os de pessoas que não se exercitam. Mas atenção: isso não quer dizer que quanto mais intenso, melhor. Os exercícios de extrema intensidade ou longa duração, como maratonas, aumentam a produção de radicais livres, podendo intensificar o processo de envelhecimento.

Já as atividades com intensidade moderada, como ginástica, musculação ou natação, são algumas opções para quem deseja obter o efeito anti-idade do exercício.

Exercício físico: uma rotina em sua vida

Tornar a atividade física um hábito na rotina não é uma tarefa fácil, uma vez que essa prática requer dedicação e disciplina. Alguns fatores podem fazer com que as pessoas abandonem os exercícios, como a falta de tempo, organização, motivação e os padrões de beleza impostos pela mídia.

Para resolver esse impasse e fazer dos exercícios físicos um hábito regular e prazeroso, é preciso praticá-lo como uma forma de proporcionar o seu bem-estar, sem se preocupar com as pressões estéticas. Descobrir uma modalidade que seja divertida e eficaz é uma maneira de sair do sedentarismo, promover a saúde e tornar os exercícios uma prática contínua ao longo de toda vida.

Para praticar atividades físicas não são necessários exercícios pesados ou horas de academia. Levar uma vida mais ativa requer atitudes simples e exercícios variados, como caminhar, dançar, pedalar, nadar, subir e descer escadas, que podem ser associados com atividades relaxantes, como yoga e alongamento.

O ideal é começar devagar e não se cobrar demais, pois é comum iniciar uma atividade com bastante energia e, ao longo do tempo, perder a disposição. Para evitar esse tipo de frustração, é preciso manter uma rotina de exercícios leve por, pelo menos, 15 dias, e ir aumentando gradativamente a intensidade e duração.

Benefícios que vêm com a longevidade

A atividade física traz inúmeros benefícios perceptíveis, como desacelerar o envelhecimento biológico, proporcionando a longevidade.

Além disso, ela faz muito bem tanto para mente quanto para o corpo, uma vez que manter-se ativo combate o sedentarismo e previne o surgimento de diversas doenças, como hipertensão, diabetes, osteoporose, infarto e obesidade.

A prática de exercícios físicos também pode proporcionar outras vantagens como:

  • maior disposição para as tarefas do dia a dia;
  • melhor flexibilidade, força, elasticidade do corpo e controle postural;
  • aumento da autoestima e do sistema imunológico;
  • redução do estresse, ansiedade e TPM;
  • velocidade psicomotora, melhor desempenho neuropsicológico e coordenação;
  • redução do colesterol ruim e o aumento do bom;
  • melhor condição cardiovascular;
  • fortalecimento de ossos e articulações;
  • aumento da expectativa de vida e socialização;
  • combate ao excesso de peso e acúmulo de gordura corporal;
  • melhor qualidade de sono, humor e a sensação de bem-estar.

Isso mostra que incluir a atividade física como parte da rotina torna seus efeitos positivos indiscutíveis. No entanto, para garantir os benefícios para a saúde e na qualidade de vida, a prática deve estar associada a uma alimentação saudável, rica em verduras, fibras e frutas.

Ainda nesse contexto, vale ressaltar que, antes de optar por qualquer atividade física, é importante consultar um profissional qualificado, como médicos e profissionais de educação física, para que possa avaliar as suas condições físicas e indicar o melhor exercício para o seu perfil.

Dessa forma, a atividade física é benéfica em qualquer idade. Conforme vamos envelhecendo e perdendo a agilidade, ela se torna de extrema importância, pois nos concede a capacidade positiva de termos maior controle sobre nossa saúde presente e futura, possibilitando envelhecer com dignidade e qualidade de vida.

Agora que você já sabe que atividade física desacelera o envelhecimento, que tal sair do sedentarismo e começar a se exercitar ainda hoje?

Últimas Notícias

Saúde