Dores articulares: as principais causas e os melhores tratamentos para você!

Você tem sentido muitas dores articulares e gostaria de saber mais sobre elas? São muito incômodas, não é mesmo? Afinal, a maioria delas está constantemente presente e nos atrapalham ao executar as tarefas do dia a dia, tanto que perdemos grande parte do nosso ânimo. A grande vantagem é que, em muitos casos, há tratamentos bastante eficazes e formas de prevenir.

O que causa as dores articulares?

Osteoartrose

Essa é a causa mais comum! A osteoartrose costuma aparecer a partir dos 40 anos e, na casa dos 70, ela é praticamente universal. Costuma ser mais intensa nas mãos, nos ombros e nos joelhos. Entre os seus principais sintomas, estão: dor bem localizada que piora com o esforço repetitivo, surgimento de pequenos nódulos ósseos nas articulações, limitação da mobilidade, rangido durante a movimentação e alívio com o repouso.

Artrite reumatoide

Essa é uma das doenças reumatológicas mais comuns e tem a natureza de uma inflamação crônica. Começa com uma dor leve em várias articulações — seu início se dá normalmente nos punhos e, depois, migra para os joelhos, cotovelos, ombros, fêmur e coluna. Há presença de calor, inchaço e vermelhidão. Seu sintoma mais característico é a rigidez matinal, o que a diferencia da osteoartrite.

Espondilite anquilosante

É uma doença reumática inflamatória que atinge as articulações e a coluna vertebral, em uma região popularmente conhecida como lombar. Por isso, o principal sintoma é a lombalgia com rigidez matinal. Assim, os doentes se queixam principalmente de dificuldades para se abaixar ou sentar pela manhã. A dor melhora com o exercício e piora com o repouso.

Síndrome do túnel do carpo

Na região do nosso punho há um canal de ligamentos no qual passa um nervo importante para a movimentação e sensibilidade das mãos — chamado de mediano. Quando ele é comprimido nas estruturas ao redor, há uma estimulação dolorosa muito intensa. Esse evento pode ocorrer principalmente devido ao surgimento de um edema regional, causado pela artrite, pela diabetes mellitus, pela gravidez e pela exposição a vibrações ocupacionais, como manipulação de britadeiras. Sua dor é muito característica, pois se irradia para o ombro e gera a perda da firmeza das mãos.

Gota

Quem já teve gota normalmente relata que essa é uma das piores dores que já sentiu. Sua principal causa é a deposição de microcristais de ácido úrico em uma articulação, causando uma intensa inflamação local. Os principais fatores de risco para essa doença são a obesidade, a diabetes mellitus, o hipotiroidismo e uma história familiar positiva. Também, é uma doença comum da meia idade nos homens (entre 40 e 60 anos) e do envelhecimento em mulheres (>60 anos)

Tratamento das dores nas articulações

Tratamento médico

Diante de uma dor articular persistente, com presença de inflamação ou de algum sinal de alerta, o primeiro passo deve ser procurar um médico. Somente ele será capaz de fazer o diagnóstico correto e indicar o tratamento ideal para a doença. Para isso, ele poderá indicar medicações alopáticas e fitoterápicas, cirurgias corretivas e, é claro, as terapias complementares que você verá a seguir.

Prática de exercícios

Depois da obesidade e do envelhecimento, o sedentarismo é uma das principais causas de dores articulares. Os exercícios são benéficos por vários motivos: os exercícios aeróbicos é capaz de estimular o fortalecimento ósseo e a produção de colágeno nas cartilagens, o desenvolvimento muscular diminui a carga em cima das articulações e a melhora da postura evita movimentos e posições potencialmente lesivas.

Massagens

Em algumas doenças, como a espondilite, a gota e a artrite, as massagens regionais mais vigorosas podem ser contraindicadas, pois podem causar lesões e muita dor. No entanto, o relaxamento causado por sessões de massagens corporais pode ser um coadjuvante importante no tratamento dessas patologias, pois traz melhora a sensação de bem-estar e gera um novo relacionamento com o corpo. Em vez de focar nos problemas causados pelas dores, treinamos nosso cérebro a foca nas sensações positivas.

Já nas dores articulares cotidianas, causadas pela tensão e pelo estresse, as massagens são uma terapia de primeira linha. Primeiramente, elas aliviam as tensões musculares, fazendo com que todo o aparelho musculoesquelético funcione melhor. Além disso, reduzem o estresse e promovem estados de relaxamento.

Terapias de spa

A Sociedade Americana de Medicina da Dor publica periodicamente um guia de tratamento da lombalgia. Na sua última versão, trouxe uma novidade bem interessante: alguns estudos científicos mostraram que terapias de spa, com banhos térmicos e atividades físicas, ajudam a reduzir a dor nos casos crônicos. O ideal é buscar um local que ofereça uma terapêutica integrada à nutrição, à psicologia, à fisioterapia e à medicina de mudança estilo de vida. Com isso, você obtém os benefícios máximos da terapia de spa.

Controle de peso

Em muitos casos, não é possível controlar as dores articulares sem a redução do peso do indivíduo. Por isso, caso você esteja com sobrepeso, as dietas acompanhadas por um profissional são a melhor opção para um emagrecimento saudável e sustentável — sem aquele sofrimento enorme das restrições calóricas pesadas. Procure centros de tratamento focados na mudança de hábitos e que o ensinem a comer bem e ter uma rotina saudável, com a prática de exercícios personalizados para seus gostos e necessidades.

Se você não sabe como tratar as suas dores, o Rituaali Clínica e SPA  conta com uma equipe multidisciplinar de médicos, enfermeiros e terapeutas preparados para atender aos hóspedes. Desde a primeira consulta, nossos profissionais identificam as principais causas das dores e os tratamentos mais adequados. Venha nos conhecer!

Você também pode se interessar por:

Dor aguda e dor crônica: qual a diferença e como tratar?

Saiba agora como controlar o diabetes no seu dia a dia

Imunidade baixa? Saiba como notá-la, suas causas e como melhorar

 

Últimas Notícias

Saúde