O Chip da Beleza

Chip da Beleza
Entenda tudo sobre o Chip da Beleza: benefícios, riscos e recomendações dos implantes hormonais. Saiba mais antes de tomar sua decisão.

Conteúdos

close up doctor checking woman

Na era moderna, onde a estética e a saúde caminham lado a lado, surge uma nova tendência: o “Chip da Beleza”. Este pequeno implante hormonal subcutâneo, é um método que vem ganhando destaque por prometer benefícios como aumento da massa muscular, libido, disposição física e perda de gordura. Esses implantes podem conter um ou mais hormônios, como gestrinona, testosterona, estradiol, entre outros, e são projetados para liberar esses hormônios de forma contínua ao longo de meses ou até anos, dependendo do tipo de implante​​.

Contudo, como todo avanço, traz consigo um espectro de controvérsias e riscos. Este texto busca explorar o equilíbrio entre os benefícios potenciais e os possíveis efeitos colaterais do Chip da Beleza, um tema de relevância tanto para profissionais da saúde quanto para o público geral interessado em tratamentos hormonais inovadores.

Benefícios e Indicações do Chip da Beleza

Os implantes hormonais têm várias aplicações, incluindo o tratamento de condições como endometriose, desequilíbrios hormonais, e sintomas associados à menopausa. A gestrinona, um hormônio frequentemente utilizado nesses implantes, é conhecida por suas propriedades androgênicas, antiestrogênicas, e antiprogestogênicas, o que pode ajudar no tratamento da endometriose ao interromper o ciclo menstrual. Além disso, benefícios relatados incluem melhoria da libido, redução da gordura corporal, melhoria da pele, equilíbrio no humor, e uma sensação geral de bem-estar​​.

Riscos e Efeitos Colaterais

Apesar dos potenciais benefícios, o uso dos implantes hormonais não está isento de riscos e efeitos colaterais. Existe a possibilidade de superdosagem ou subdosagem devido à natureza customizável dos implantes, e os efeitos colaterais podem incluir virilização, resistência à insulina, hiperglicemia, e um aumento do risco de trombose. Além disso, a gestrinona, um dos hormônios mais utilizados nos implantes, é um esteroide sintético, e não há evidências científicas de alta qualidade que comprovem sua eficácia e segurança a longo prazo​​.

Considerações e Recomendações

É importante destacar que, apesar dos benefícios potenciais, o uso de implantes hormonais, especialmente aqueles que contêm gestrinona e são conhecidos como “Chip da Beleza”, é controverso e não é autorizado por várias entidades médicas importantes, incluindo a Anvisa, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia (SBEM). Isso se deve às preocupações com os riscos de saúde associados, a falta de estudos de longo prazo sobre sua segurança e eficácia, e o potencial para efeitos colaterais graves.

A questão da autorização e regulação desses implantes é complexa. Enquanto algumas pessoas relatam melhoras significativas em questões como controle hormonal e perda de peso, a falta de consenso na comunidade médica sobre sua efetividade e segurança lança dúvidas importantes. Pacientes e médicos devem considerar alternativas aprovadas e com histórico de resultados confiáveis.

Diante dos prós e contras, é crucial que qualquer pessoa considerando o uso de implantes hormonais para fins estéticos ou de saúde consulte um médico qualificado. Esse profissional pode oferecer orientação baseada no histórico médico do paciente, realizar uma avaliação detalhada dos riscos e benefícios, e, se for o caso, monitorar de perto o tratamento para ajustar as dosagens conforme necessário e minimizar os riscos de efeitos adversos.

Em resumo, enquanto os implantes hormonais podem oferecer benefícios para certas condições médicas e melhorias estéticas, assim como o Chip da beleza, a decisão de utilizá-los deve ser tomada com cautela, considerando cuidadosamente os potenciais riscos e efeitos colaterais.

Referências

Jiang X, Bossert A, Parthasarathy KN, Leaman K, Minassian SS, Schnatz PF, Woodland MB. Safety assessment of compounded non-FDA-approved hormonal therapy versus FDA-approved hormonal therapy in treating postmenopausal women. Menopause. 2021 May 10;28(8):867-874 https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33973545/

Santoro N, Braunstein GD, Butts CL, et al. Compounded Bioidentical Hormones in Endocrinology Practice: An Endocrine Society Scientific Statement. J Clin Endocrinol Metab 2016; 101:1318-1343.

Compartilhe esse post:

WhatsApp
Facebook
Email

Procurando por conteúdos de saúde, simples e práticos?

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Talvez você também goste disso:

Assine agora 🍃

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Não fique com dúvida. Pergunte e nós respondemos.

Envie sua dúvida

Envie suas perguntas abaixo (anonimamente) e nosso especialista poderá respondê-las em uma próxima edição de nossa newsletter.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.