Alimentos industrializados | 3 motivos para ficar longe deles!

Entenda os perigos ocultos nos alimentos industrializados. Exploramos os impactos negativos de aditivos comuns, como corantes, conservantes e aromatizantes, alertando sobre os riscos para a saúde. Descubra como evitar essas substâncias e optar por uma alimentação mais saudável e natural.

Conteúdos

Os alimentos industrializados estão, cada vez mais, ocupando espaço em nossas rotinas, um sinal claro do perigo dos alimentos industrializados. Basta olhar nas prateleiras do supermercado ou dentro dos nossos carrinhos de compras para percebermos essa tendência. Os fabricantes utilizam aditivos químicos — corantes, conservantes, acidulantes, aromatizantes, antioxidantes e estabilizantes — para oferecer produtos prontos ou semiprontos, e garantir a maior durabilidade possível. Mas, se por um lado, a opção por esses suprimentos significa praticidade e rapidez, por outro, o consumo de itens com tantos aditivos químicos pode ser um PERIGO para a saúde de qualquer pessoa, ressaltando o perigo dos alimentos industrializados.

Perigo dos alimentos industrializados

Perigo dos alimentos industrializados | Substâncias a evitar

Então, o que são essas substâncias e por que devemos evitá-las? É o que veremos no post de hoje, destacando o perigo dos alimentos industrializados. Confira!

Evite os aditivos dos alimentos industrializados

Corantes

A verdade é que, quando o assunto é alimentação, os olhos são os primeiros a serem agradados, com os produtos visualmente bonitos sendo os mais aceitos pelos consumidores. Por isso, esse aditivo químico é utilizado para dar cor aos alimentos, deixando eles com a aparência mais natural possível. Os corantes são facilmente encontrados nos bolos, sorvetes, gelatinas, bebidas, massas, margarinas e em outros produtos. Porém, seu consumo pode prejudicar a pele, ocasionando alergias, problemas respiratórios, irritando a mucosa do estômago e ainda interferir no processo metabólico do organismo — seja de crianças, adultos ou idosos, sublinhando o perigo dos alimentos industrializados.

Conservantes

O objetivo dos conservantes já é diferente dos corantes: eles também dão cores aos produtos, mas sua principal intenção é evitar a ação e proliferação dos microrganismos, fungos e bactérias que podem deteriorar os alimentos. Isso tudo para garantir a maior durabilidade possível a esses itens. Assim, chocolates, queijos fundidos, carnes, pães, refrigerantes, conservas de vegetais e concentrados de frutas são os que mais possuem esse aditivo. Basta ler os rótulos dos alimentos para verificar se eles contêm conservantes ou não. No geral, são identificados pelos códigos de P1 e P10, e podem causar problemas gástricos, alergias, déficit de atenção em crianças e até mesmo doenças mais graves, como o câncer, evidenciando mais uma vez o perigo dos alimentos industrializados.

Acidulantes

Esse aditivo químico tem o objetivo parecido com o dos aromatizantes. Ele pode alterar a doçura do açúcar presente no alimento e também se assemelhar ao sabor de algumas frutas, proporcionando um gosto mais ácido ou agridoce nas bebidas. Os acidulantes também estão presentes nos rótulos alimentícios, codificados como H, e são mais encontrados nos refrigerantes e sucos de frutas. Sua ingestão também pode afetar a saúde do consumidor, destacando o perigo dos alimentos industrializados.

Aromatizantes

O sabor e o cheiro dos alimentos são importantes para aguçar o desejo dos consumidores e, no caso dos industrializados, isso é possível devido ao uso dos aromatizantes. Esse aditivo químico pode ser de um composto natural (de origem animal ou vegetal) ou artificial (sintéticos). Ele causa uma sensação de naturalidade ao paladar do consumidor, pois, assim, mesmo um salgado frito com farinha de milho pode ter o odor e gosto de presunto, queijo ou carne. No geral, as carnes enlatadas, sorvetes, bolos, biscoitos e sopas são compostas por aromatizantes. Esse produto pode ser a origem de coceiras, tonturas, alergias e pode alterar os níveis da enzima no sangue.

Antioxidantes

Como os produtos são encontrados prontos ou semiprontos, é essencial garantir boas condições de consumo ao alimento. Pois essa é a função dos antioxidantes: retardar o processo de oxidação, impedindo sua deterioração. Esse item é comum nos artigos de cacau, cerveja, óleos e gorduras, farinhas, sorvetes e conservas de carne. E estudos comprovam que o seu consumo em excesso pode dificultar o tratamento de alguns tipos de câncer e retardar a melhora do Alzheimer, um claro exemplo do perigo dos alimentos industrializados.

Estabilizantes

O seu principal objetivo é estabilizar a quantidade de proteínas dos alimentos, mantendo uma boa aparência aos produtos. Para isso, reduzem a perda de líquido durante o processamento, conservando o pH local e a força iônica ao redor da proteína. Os estabilizantes podem ser identificados pelos códigos ET1 até ET29, nos rótulos dos alimentos, e sua ingestão também pode causar malefícios à saúde.

Elimine da sua dieta os três piores alimentos industrializados

Nuggets de frango, refrigerantes e salsichas exemplificam o perigo dos alimentos industrializados. Estes produtos, ricos em aditivos químicos, possuem pouco valor nutricional e representam riscos significativos à saúde.

Conheça as consequências do consumo de alimentos industrializados

Prefira sempre uma alimentação saudável e opte por uma dieta com verduras, legumes, frutas e peixes. A escolha consciente de evitar o perigo dos alimentos industrializados é fundamental para uma vida saudável.

Referência:
https://www.tudogostoso.com.br/noticias/saia-correndo-no-supermercado-5-piores-alimentos-do-mundo-que-ninguem-deveria-consumir-a8868.htm

Compartilhe esse post:

WhatsApp
Facebook
Email

Estamos felizes em anunciar que o Rituaali é um dos indicados ao prêmio de melhor spa do Brasil pelo World Spa Awards!

Esta é uma oportunidade incrível para sermos reconhecidos mundialmente,
e não podemos fazer isso sem você.
🏆 Melhor spa do Brasil

Procurando por conteúdos de saúde, simples e práticos?

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Talvez você também goste disso:

Assine agora 🍃

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Não fique com dúvida. Pergunte e nós respondemos.

Envie sua dúvida

Envie suas perguntas abaixo (anonimamente) e nosso especialista poderá respondê-las em uma próxima edição de nossa newsletter.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.