O papel das dietas à base de plantas no tratamento e na reversão de doenças cardiovasculares

dietas à base de plantas
Dietas à base de plantas demonstram potencial para prevenir e reverter doenças cardiovasculares, mostrando melhorias significativas nos níveis de colesterol e pressão arterial, além de interromper a progressão da aterosclerose. Descubra como essa abordagem pode desempenhar um papel vital no controle e na prevenção de condições cardiovasculares.

Conteúdos

As doenças cardiovasculares (DCV) são um grande problema de saúde global, responsável por um número significativo de mortes a cada ano. Com o aumento da prevalência de DCV, há um interesse crescente em explorar abordagens não farmacológicas para o tratamento e a prevenção dessa condição. As dietas à base de plantas, caracterizadas por uma alta ingestão de alimentos derivados de plantas e uma redução de produtos de origem animal, têm mostrado resultados promissores no controle e até mesmo na reversão de doenças cardiovasculares. Neste tópico vamos examinar as evidências científicas que apóiam o papel das dietas Plant-Based no tratamento e na reversão de doenças cardiovasculares.

dietas à base de plantas

Dietas à base de plantas e doenças cardiovasculares

Diversos estudos demonstraram os efeitos benéficos das dietas à base de plantas sobre a saúde cardiovascular. Um estudo controlado e randomizado conduzido por Ornish et al. em 1998 mostrou que uma intervenção intensiva no estilo de vida, incluindo uma dieta vegetariana com baixo teor de gordura, exercícios regulares, controle do estresse e apoio social, resultou na regressão da aterosclerose coronariana em pacientes com doença coronariana grave [1]. Achados semelhantes foram relatados em um estudo realizado por Esselstyn et al., no qual uma dieta baseada em vegetais e mudanças intensivas no estilo de vida demonstraram interromper e até mesmo reverter a progressão da doença arterial coronariana [2,3].

Impacto nos fatores de risco cardiovascular

As dietas à base de plantas também foram associadas a melhorias nos fatores de risco cardiovascular. Uma revisão sistemática e meta-análise realizada por Yokoyama et al. constatou que as dietas à base de plantas reduziram significativamente o colesterol total, o colesterol de lipoproteína de baixa densidade e a pressão arterial em comparação com as dietas não baseadas em vegetais [4]. Outro estudo realizado por Ferdowsian et al. mostrou que uma dieta vegana com baixo teor de gordura levou a reduções significativas no peso corporal, na pressão arterial e no colesterol total em pacientes com doença arterial coronariana [5].

Mecanismos de ação

Os mecanismos subjacentes pelos quais as dietas à base de plantas exercem seus benefícios cardiovasculares ainda estão sendo investigados. Acredita-se que o alto teor de fibras, os antioxidantes e os fitoquímicos presentes nos alimentos à base de vegetais contribuem para seus efeitos protetores sobre a saúde cardiovascular. Além disso, a ausência de colesterol e gordura saturada nas dietas à base de vegetais pode ajudar a melhorar os perfis lipídicos e evitar o desenvolvimento da aterosclerose.

Adesão e sustentabilidade

Um dos desafios na implementação de dietas à base de vegetais para o tratamento e a reversão de doenças cardiovasculares é a adesão e a sustentabilidade. No entanto, estudos demonstraram que, com educação, apoio e orientação adequados, os indivíduos podem adotar e manter com sucesso padrões alimentares baseados em vegetais. Um estudo realizado por Barnard et al. demonstrou que uma dieta vegana com baixo teor de gordura foi mais eficaz do que uma dieta padrão da American Heart Association para melhorar os fatores de risco cardiovascular, e os participantes relataram alta satisfação e adesão à dieta vegana [6].

Conclusão

As evidências científicas que apoiam o papel das dietas à base de vegetais no tratamento e na reversão de doenças cardiovasculares são convincentes. Foi demonstrado que as dietas à base de vegetais melhoram os fatores de risco cardiovascular, interrompem a progressão da aterosclerose e até mesmo revertem a doença arterial coronariana. Essas descobertas destacam o potencial das dietas à base de vegetais como um componente crucial no controle e na prevenção de doenças cardiovasculares. São necessárias mais pesquisas para explorar os efeitos de longo prazo e os mecanismos de ação das dietas à base de vegetais, bem como estratégias para promover a adesão e a sustentabilidade.

Referências

  1. Ornish D, Scherwitz LW, Billings JH, et al. Intensive lifestyle changes for reversal of coronary heart disease. JAMA. 1998 Dec 16;280(23):2001-7. www.uclahealth.org​ (Welcome to UCLA Health)​.
  2. Esselstyn CB Jr, Ellis SG, Medendorp SV, et al. A strategy to arrest and reverse coronary artery disease: a 5-year longitudinal study of a single physician’s practice. J Fam Pract. 1995 Dec;41(6):560-8.
  3. Esselstyn, Caldwell B Jr et al. “A way to reverse CAD?.” The Journal of family practice vol. 63,7 (2014): 356-364b.
  4. Yokoyama Y, Nishimura K, Barnard ND, et al. Vegetarian diets and blood pressure: a meta-analysis. JAMA Intern Med. 2014 Apr;174(4):577-87.
  5. Ferdowsian HR, Barnard ND. Effects of plant-based diets on plasma lipids. Am J Cardiol. 2009 Oct 1;104(7):947-56.
  6. Barnard ND, Cohen J, Jenkins DJ, et al. A low-fat vegan diet and a conventional diabetes diet in the treatment of type 2 diabetes: a randomized, controlled, 74-wk clinical trial. Am J Clin Nutr. 2009 May;89(5):1588S-1596S.

dietas à base de plantasdietas à base de plantasdietas à base de plantasdietas à base de plantas

Compartilhe esse post:

WhatsApp
Facebook
Email

Procurando por conteúdos de saúde, simples e práticos?

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Talvez você também goste disso:

Assine agora 🍃

Receba conteúdos relevantes, descomplicados e objetivos sobre qualidade de vida e longevidade.

Não fique com dúvida. Pergunte e nós respondemos.

Envie sua dúvida

Envie suas perguntas abaixo (anonimamente) e nosso especialista poderá respondê-las em uma próxima edição de nossa newsletter.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.